Administrador de fazenda é sequestrado e executado na fronteira

0

Foi identificado como Norberto Benitez Caballero, de 38 anos, o homem sequestrado na noite de ontem (5), e que durante a madrugada desta segunda-feira (6), por volta das 5h, fora encontrado morto. Segundo informações da polícia, ele era administrador da fazenda Cerro Pero do Grupo Sofia, do presidente do Paraguai, Horácio Cartes, situada na colônia Fortuna Guazu no Estado de Amambay.

O sequestro aconteceu próximo ao Aeroporto Internacional Dr. Roberto Fuster de Pedro Juan Caballero. Informações preliminares apontam que a vítima teria sido torturada antes de ser assassinada.

Norberto teve as mãos cortadas e o rosto queimado. O corpo foi encontrado em uma S-10 também queimada, a 15km da fronteira.

De acordo com os investigadores, a vítima poderia ter sido torturado pelos sequestradores que após conseguir as informações o teriam executado e queimado a camioneta utilizada para o sequestro.

O médico Cesar Gonzalez, ainda conforme informações apuradas, que a vitima sofreu asfixia mecânica e queimaduras nos ombros, tórax, braços e costas e tinha a cabeça coberta por um plástico, além de apresentar cortes pelo corpo e disparos de arma de fogo na altura do pescoço e cabeça.