André venceria todos os potenciais adversários no confronto direto

2

a simulação de segundo turno, André ganharia do seu principal rival, juiz federal aposentado Odilon de Oliveira (PDT), por 36,84% das intenções de voto a 29,72%.

Para vencer o ex-juiz, André contaria com a migração de votos dos virtuais adversários do primeiro turno.

A pesquisa mostrou a intenção de 38,37% dos eleitores, interessados na reeleição do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), em apoiar André no confronto direto com Odilon.

Dos eleitores de Azambuja, o ex-magistrado teria apenas 11,99%, enquanto 35,39% não votariam em nenhum dos dois.

O Ipems aferiu ainda a migração dividida dos eleitores do médico Ricardo Ayache (PSB), presidente da Cassems (Caixa de Assistência dos Servidores do Estado do Mato Grosso do Sul), em favor de André e Odilon.

O ex-governador teria 29,85% e o ex-magistrado, 29,98%, e 28,22% disseram não estar interessados em nenhum dos dois indicados.

No confronto direto com Azambuja, André venceria a eleição com maior vantagem: 35,94% a 22,38%.

No confronto direto, a disputa mais equilibrada seria entre Azambuja e Odilon. O governador teria 33,06% das intenções de voto contra 32%. O curioso é o apoio de 49,55% dos eleitores de André em favor do tucano.

Correio do Estado