Atlético GO surpreende e bate Corinthians

6
Corinthians terminou o jogo com 62% da posse de bola, mas perdeu para o lanterna

O líder Corinthians tinha 35 pontos a mais que o lanterna Atlético-GO, que ainda foi a campo com o terceiro goleiro. Não havia motivo para esperar algo que não fosse a vitória alvinegra. Mas, como lógica não é algo que sempre se faz presente no futebol, a equipe goiana surpreendeu e, diante de mais de 40 mil corintianos, venceu por 1 a 0 na noite de sábado, no Itaquerão, em um dos resultados mais inesperados do Campeonato Brasileiro até hoje.

Foi a segunda derrota do Corinthians nesta edição da competição nacional, ambas ocorridas em casa. Há exatamente uma semana, havia sido superado por 1 a 0 pelo Vitória, então o vice-lanterna, em outro resultado bastante surpreendente.

Ironicamente, o destaque da partida de sábado foi justamente Marcos, o terceiro goleiro do Atlético-GO e que precisou jogar porque Felipe – o titular – rescindiu contrato e foi atuar em Portugal e o reserva imediato da posição, Klever, está machucado. O garoto de 24 anos, que estreou sábado no Brasileiro, fez grandes defesas para garantir a maior zebra do campeonato diante de um Corinthians que desperdiçou excelente oportunidade de abrir 13 pontos de vantagem sobre o vice-líder Grêmio. Já o time goiano, ainda distante de deixar a lanterna, foi aos 18 pontos.

Apesar do grande favoritismo corintiano, na sexta-feira o técnico Fábio Carille avisou que este seria um jogo no qual a paciência era algo fundamental. Parecia prever o que estava por vir. O time alvinegro teve o domínio na maior parte do primeiro tempo, mas faltava criatividade.

Mesmo assim, Fagner acertou a trave, em chute de longe, e teve outra chance, sozinho, na área, mas mandou para fora. O Atlético-GO se segurou como pôde. A única chance dos goianos no primeiro tempo saiu em uma cabeçada de Jorginho, que obrigou Cássio a praticar uma bonita defesa depois de passar quase toda a primeira etapa “assistindo” o jogo.

O goleiro corintiano também não conseguiu fazer muita coisa no gol do Atlético. Aos dois minutos do segundo tempo, Gilvan se antecipou a Kazim e desviou de cabeça, longo do alcance de Cássrio, para abrir o placar. A zebra deu as caras na arena.

Após decepcionar a sua torcida pela segunda vez seguida como mandante, o Corinthians vai voltar a jogar pelo Brasileirão agora apenas em 10 de setembro, quando trava clássico com o Santos na Vila Belmiro, às 16h (horário de Brasília). No dia seguinte, o Atlético-GO fechará a 23ª rodada em partida diante do Bahia, às 20 h (horário de Brasília), em Goiânia.

Esse longo tempo sem atuar ocorrerá por causa da pausa obrigatória motivada pela disputa das rodadas das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018.