Em Londres, Dilma diz que o PT não vai tirar Lula das eleições de 2018

10

Ex-presidente participou do fórum Brazil Forum UK neste sábado (5)

© Pilar Olivares / Reuters

A ex-presidente Dilma Rousseff (PT) afirmou neste sábado (5), em evento em Londres, que seu partido não discute plano B para a candidatura à Presidência de Lula, condenado em segunda instância na Lava Jato e preso desde o dia 7 de abril.

Ao participar do Brazil Forum UK, seminário criado por estudantes brasileiros no Reino Unido, a petista falou por mais de uma hora e depois respondeu às perguntas da plateia.
Quando questionada sobre uma fala do ex-governador da Bahia Jaques Wagner de que o PT poderia estar aberto a apoiar Ciro Gomes (PDT), Dilma declarou que conversou com o correligionário há três dias, quando estava em Porto Alegre, e que ele lhe disse que foi mal interpretado.
“Em tempos normais, acho que ele quis dizer que o PT pode apoiar outro partido e eu acho até que deve [no futuro]. Mas neste momento, nesta conjuntura, esta não é a nossa posição”, afirmou Dilma.
A ex-presidente ressaltou que não vai discutir um plano B nem oferecer outro candidato. “Lula é inocente. Não é que não há provas, a verdade é que não há crime. Nos enfraqueceria se ele não for candidato a presidente nas próximas eleições. Nós iremos sustentar a posição de inocência do Lula. Não cabe a um inocente ser retirado. Não vamos tirá-lo das eleições de 2018. Se ele participar, ele ganha”, afirmou.
Dilma disse que, apesar da decisão do partido de lançar Lula nesta eleição, a sigla deve apoiar nomes de fora nos próximos pleitos. “Daqui um tempo, nós vamos ter que passar o bastão para as novas gerações, para o pessoal de 30, 40, 50 anos. Nós já temos 70, né?”.
Ela não falou em nomes específicos, mas indicou que os próximos líderes poderiam ser aqueles que estavam próximos a Lula no dia em que ele foi preso -caso dos pré-candidatos a Presidência Guilherme Boulos (PSOL) e Manuela D’Avila (PC do B).
Durante todo o dia, especialistas debateram assuntos ligados à política econômica, desigualdade, segurança pública, desenvolvimento urbano e empreendedorismo social.
O Brazil Forum UK continua neste domingo (6), desta vez sediado na Universidade de Oxford. Para encerrar a conferência, haverá uma palestra da pré-candidata a Presidência, Marina Silva (Rede).