Flamengo segura pressão, vence o Galo no Horto e assume a liderança

2

O Flamengo soube suportar a pressão do Atlético-MG e venceu por 1 a 0, neste sábado, no Independência. Com o resultado, os rubro-negros chegaram a 14 pontos e assumiram a liderança do Campeonato Brasileiro. Já os mineiros perderam a ponta e caíram pata terceiro.

O Atlético-MG dominou a partida e buscou o gol de forma mais intensa durante os 90 minutos. No entanto, quem saiu vencedor foi o Flamengo, com gol de Éverton Ribeiro no segundo tempo.

Na próxima rodada, o Atlético-MG vai até o Recife para enfrentar o Sport na quarta-feira. No dia seguinte, o Flamengo recebe o Bahia, no Maracanã.

O jogo – A partida começou movimentada, com as duas equipes voltadas para o ataque. O Flamengo não se intimidou com a torcida e buscava o gol, mas viu o Atlético-MG criar a primeira boa chance aos seis minutos. Após boa troca de passes, Gustavo Blanco finalizou de fora da área. A bola desviou na zaga, mas Diego Alves estava atento para salvar os rubro-negros.

Com o passar do tempo, os donos da casa assumiram o domínio do confronto. No entanto, o Atlético-MG só voltou a criar boa chance aos 26 minutos. Após cruzamento, a bola chegou em Alerrandro. O atacante finalizou, mas viu a bola desviar na zaga e ir pela linha de fundo. No minuto seguinte, foi a vez de Roger Guedes aproveitar cruzamento e cabecear no travessão.

O Flamengo demorou para conseguir sair da pressão mineira. Somente aos 34 minutos, os visitantes tivera oportunidade de marcar no Horto. Vinícius Júnior foi lançado e tentou encobrir Victor. No entanto, o atacante errou a finalização e colocou na mão do goleiro.

A partir dai, o jogo voltou a ficar equilibrado. O Atlético-MG tinha mais posse de bola, mas não conseguia chegar com perigo. Já o Flamengo tinha espaço para os contra-ataques, só que pecavam no último passe. Assim, o confronto seguiu empatado até o intervalo.

O segundo tempo começou semelhante ao primeiro, com o Atlético-MG um pouco melhor. Os mineiros criaram a primeira chance de gol aos cinco minutos. Cazares arriscou da entrada da área, mas a bola foi pela linha de fundo. Depois, o equatoriano novamente tentou de longe e não acertou o gol rubro-negro.

Os donos da casa permaneceram tendo mais posse de bola e voltou a assustar aos 16 minutos. Desta vez, Gustavo Blanco arriscou de fora da área e obrigou Diego Alves a fazer boa defesa.

A partir dai, o Atlético-MG passou a dominar o jogo. Os donos da casa tentaram de todas as formas o gol, mas viram o Flamengo abrir o placar aos 34 minutos. Em contra-ataque rápido, Vinícius Júnior roubou a bola de Emerson, entrou na área e tocou para Éverton Ribeiro apenas empurrar para a rede.

Após o revés, o Atlético-MG se lançou ao ataque, mas o nervosismo passou a atrapalhar os donos da casa. Os mineiros ainda assustaram já nos acréscimos, quando Gabriel acertou o travessão de Diego Alves. O Flamengo conseguiu manter a vantagem até o apito final para sair de campo na liderança do Campeonato Brasileiro.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 0 X 1 FLAMENGO-RJ

Local: Arena Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 26 de maio de 2018 (Sábado)
Horário: 20h (de MS)
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa-RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Elio Nepomuceno de Andrade Junior (RS)
Renda: R$ 561.325,00
Público: 15.797 presentes
Cartões amarelos: Luan (Atlético-MG); Rodinei, Thuler, Vinícius Júnior e Lucas Paquetá (Flamengo)
Gol:
FLAMENGO: Éverton Ribeiro, aos 34in do segundo tempo

ATLÉTICO-MG: Victor, Emerson, Bremer, Gabriel e Fábio Santos; Adilson, Gustavo Blanco (Otero) e Juan Cazares (Tomás Andrade); Luan, Roger Guedes e Alerrandro (Erik)
Técnico: Thiago Larghi

FLAMENGO: Diego Alves, Rodinei, Thuler, Léo Duarte e Renê; Jonas, Lucas Paquetá, Everton Ribeiro (Romulo), Diego e Vinicius Júnior (Felipe Vizeu); Henrique Dourado (Jean Lucas)
Técnico: Maurício Barbieri

Cruzeiro vence o Santos no Pacaembu e aumenta pressão sobre Jair Ventura

Corinthians perde para o Inter e segue sem vencer sob comando de Loss

Em seu segundo jogo sob comando do técnico Osmar Loss, o Corinthians perdeu novamente. A derrota para o Internacional neste domingo (27) por 2 a 1 no Beira-Rio manteve a equipe com 11 pontos e com apenas uma vitória nas últimas cinco partidas pelo Campeonato Brasileiro.

Após o revés em sua estreia, quando perdeu em casa para o Millonarios na quarta-feira (24), no último jogo da fase de grupos da Libertadores, Loss resolveu mexer no time. Pedrinho, jogador constantemente pedido por torcedores desde o início do ano e que foi titular na última partida, deu lugar ao meia Mateus Vital.

O ex-vascaíno fez jus à escolha do treinador. Logo aos 4min de jogo, quando o Internacional exercia pressão inicial por atuar em seus domínios, o jogador entrou entre os zagueiros e escorou cruzamento de Romero para o fundo da rede.

“O Osmar cobra, e o Carille também me cobrava que eu entrasse na área, e quando eu vi que o Romero ia cruzar eu já me coloquei na área e deu certo”, disse Mateus Vital na saída para o intervalo.

Com o gol, o Corinthians passou a jogar como mais se sente à vontade desde os tempos de Fabio Carille, técnico que se despediu da equipe no início da semana para treinar o Al-Wehda da Arábia Saudita. Recuado, com suas linhas de marcação bem compactadas, sem dar espaços para o adversário entrar em seu sistema defensivo.

O Internacional passou a ter mais posse de bola, mas não conseguiu transformar isso em chances reais de gol. Sem o meia argentino D’Alessandro, seu principal nome, o time gaúcho ficou dependente das jogadas de Pottker pela direita do ataque. Apesar de forte, rápido e voluntarioso, o atacante sofreu com a falta de qualidade técnica para criar jogadas.

Pelo lado do Corinthians, Romero foi o mais participativo na primeira etapa. Ajudou na marcação, como de costume, caiu após divididas e valorizou. Ele sabe como irritar os adversários.

Loss não pôde contar com Rodriguinho, principal jogador corintiano na temporada. O meia fez um procedimento dentário e foi poupado. Em seu lugar entrou Roger. O centroavante foi pouco participativo, não levou perigo ao adversário e não conseguiu segurar a bola quando foi acionado -o que na verdade pouco aconteceu também.

No segundo tempo, o Internacional manteve a iniciativa das ações de jogo e foi premiado aos 18 min. Lucca fez jogada pela esquerda e cruzou para Leandro Damião completar para o gol.
O empate fez a equipe paulista se abrir e o jogo ganhar em emoção.

O Internacional passou a pressionar muito e ainda teve um gol bem anulado aos 40min do segundo tempo, quando Damião, em posição irregular, pegou rebote do goleiro Walter.

O clube alvinegro se segurou como pôde, mas uma falha individual do lateral Mantuan, que errou domínio de bola, sacramentou a derrota por 2 a 1. O atacante Rossi, substituto de Pottker, foi o autor do gol da vitória.

O Corinthians volta a campo na quinta-feira (31), às 18h, contra o América-MG em sua arena, pela oitava rodada do Brasileiro.