Gás de cozinha fica 7,5% mais caro em Campo Grande

0

Levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) aponta que o preço médio do gás de cozinha subiu 7,5% em Campo Grande no intervalo de quatro semanas. Enquanto na última semana de fevereiro o consumidor da Capital pagava em média R$ 71,75 pelo produto, na semana encerrada nesta sexta-feira (24) o valor do botijão estava em R$ 77,16.

Há dez dias, passou a vigorar reajuste para o gás liquefeito de petróleo (GLP) residencial, praticado pelas distribuidoras, sob a justificativa de compensar perdas sofridas pelo setor no ano passado, em função da absorção dos consecutivos aumentos promovidos pela Petrobras. A expectativa era que o preço do gás de cozinha no mercado campo-grandense chegasse a até R$ 80,00, o que está bem próximo dos números apurados recentemente pela ANP — o preço máximo encontrado pela agência na Capital para o botijão de gás chegou a R$ 79,00, considerando a semana pesquisada entre os dias 18 e 24.

Além do gás de uso doméstico, o levantamento de preços da ANP também mostrou tendência de alta para o etanol. No intervalo de quatro semanas, o preço médio do litro de derivado de cana comercializado na Capital saiu de R$ 3,312 para R$ 3,372, aumento de 1,81%.

Já o preço médio da gasolina teve leve recuo (-0,22%) e caiu de R$ 4,095, no início do mês, para R$ 4,086 na última semana. A mesma trajetória de retração apresentou o diesel. O preço médio do litro do combustível fechou em R$ 3,692 nesta sexta-feira, frente a R$ 3,701 quatro semanas atrás, redução de 0,24%.

Estado
Em Mato Grosso do Sul, o preço médio do gás de cozinha também teve elevação no comparativo de quatro semanas, embora menor que a da Capital, segundo o levantamento da ANP. O valor médio do botijão comercializado no Estado passou de R$ 73,57 para R$ 75,91, variação de 3,18%.

Em relação aos demais combustíveis, o etanol acompanhou o comportamento de majoração de preços observado em Campo Grande e fechou em R$ 3,429 na última semana, frente ao valor de R$ 3,375 da última semana de fevereiro (+1,60%). Já o preço da gasolina mantém o mesmo patamar, em R$ 4,159, enquanto o litro do diesel está sendo comercializado por R$ 3,757, variação de 0,05% em relação ao pesquisado quatro semanas atrás (R$ 3,759).