Kayatt e Marcio Monteiro devem ir para o TCE, diz líder do governo

1

Os dois nomes com maior possibilidade de ir para o TCE-MS (Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul) são o do secretário de Estado Fazenda, Márcio Monteiro, e do deputado estadual Flavio Kayatt. A confirmação é do líder do governo, Professor Rinaldo (PSDB).

“Há possibilidade que os indicados sejam Flavio Kayatt e Marcio Monteiro”, disse. Monteiro e Kayatt são filiados ao PSDB e próximos do governador Reinaldo Azambuja.

Outro nome apontado como candidato ao cargo era o do presidente da Assembleia Legislativa, Junior Mochi (PMDB). No entanto, em entrevista ao Midiamax, ele descartou nesta segunda-feira (30) deixar a Casa de Leis para se tornar conselheiro do TCE-MS (Tribunal de Contas Estadual de Mato Grosso do Sul). “Eu não vou”, afirmou.

Duas vagas foram abertas na Corte de Contas, com os pedidos de aposentadoria dos conselheiros José Ricardo Pereira Cabral e Marisa Serrano. As vagas serão indicadas pelo Governo do Estado e pela Assembleia Legislativa.

Marisa tem 70 anos; José Cabral, 62. Os conselheiros têm até os 75 anos para se aposentar, graças a uma mudança na Constituição, promulgada pelo Congresso Nacional há dois anos.