Lula confia em advogados e diz: ‘vamos ganhar as eleições’

16

Provamos que fomos capazes de fazer um País melhor’

© Divulgação
“Não vou falar da Justiça. Tenho advogados competentes que já provaram minha inocência. Vim aqui falar sobre minha candidatura. Dos jovens que precisam de emprego. Tem 7 milhões de fronteira seca e tem o povo mais extraordinário do mundo. Quero falar do País que nós sonhamos. Qualquer que seja o resultado, continuarei lutando para que pessoas continuem tendo respeito”, afirmou Lula em discurso em manifestação em Porto Alegre. O ex-presidente será julgado nesta quarta-feira pela 8.ª Turma do TRF-4, composta de três desembargadores: Gebran Neto, o relator, Leandro Paulsen e Victor dos Santos Laus. A sessão está marcada para as 8h30.

Em clima de campanha, Lula afirmou que “provamos que fomos capazes de fazer um País melhor. Garantir que o povo pudesse tomar café, almoçar e jantar. Tinha gente que não tomava um copo de leite. No podia frequentar universidade. Fizemos a reforma agrária e não era dar rifles mas terra para plantar. Nos sabíamos se quiséssemos crescer precisávamos gerar emprego e renda e agora estou vendo como destruíram o Brasil. Nós vamos ganhar as eleições. E eu fico pensando por que não querem que eu seja candidato. Quero ser presidente novamente para olhar na cara das crianças e mostrar que elas podem ter as oportunidades que eu não tive.”
Antes de Lula, a ex-presidente Dilma Rousseff falou no palco montado na Esquina Democrática, no cruzamento da Avenida Borges de Medeiros com a Rua dos Andradas, no Centro de Porto Alegre. “Nós precisamos do presidente Lula para nos encontrarmos nós mesmos”, diz ela. “Lula é inocente e pode ser punido enquanto os verdadeiros golpistas que foram pegos com malas de dinheiro para cima e para baixo estão livres. Os golpistas não têm nome para enfrentar Lula e por isso fazem golpe para não deixar ele concorrer à Presidência. O Brasil precisa de uma Justiça que não persiga ninguém.”
Veja quem mais discursou
“Hoje, Porto Alegre é a capital da resistência, da resistência contra essa farsa. Mais um capítulo do golpe. Vamos desmontar essa farsa nas ruas. Vamos invadir a avenida da Paulista (São Paulo) amanhã sim. Na luta pela democracia estamos juntos com Lula”, disse Guilherme Boulos, líder nacional do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST).
“Lugar de político é na eleição e não no poder judiciário”, afirma a pré-candidata à Presidência da República pelo PCdoB, Manuela D’Avila ao defender Lula.
“Nossos inimigos são o capital financeiro, o Baco Itaú. Moro é puxa saco dos americanos. Vamos fazer compromisso coletivo. Não permitiremos que Lula fique preso. Lula fique tranquilo porque antes de prender você vai ter que prender todos nós. Vamos realizar congressos do povo para explicar pro povo a decisão de amanhã”, diz João Pedro Stédile , do MST.