MPE investiga danos ambientais em Bonito, cidade referência do ecoturismo

7

Córrego Taquara e Rio Mimoso foram atingidos por fluídos

17 DEZ 2017
Bruna Vasconcelos
18h10min
Atividades turísticas precisaram ser paralisadas Foto: Divulgação

O ministério Público Estadual determinou a abertura do inquérito para apurar os danos ambientais que afetaram o Rio Mimoso e o Córrego Taquara, em Bonito. Conforme a Polícia Militar Ambiental, devido às diversas irregularidades, as águas do Rio e Córrego apresentavam turbidez (fluídos que reduzem a transparência).

Com o inquérito aberto, o arrendatário de fazendas da região tem 10 dias para apresentar o Comprovante de cadastramento da propriedade no CAR/MS, a cópia de eventuais Autorizações Ambientais obtidas junto ao IMASUL que contradite as informações contida nos Autos de Infração, manifestação sobre eventual interesse na reparação voluntária, entre outros documentos.

Ainda de acordo com a PMA, empreendimentos turísticos do município precisaram ser interditados já que água ficou imprópria para o banho e passeios. As atividades na propriedade também foram paralisadas.

O arrendatário teria realizado o preparo inadequado do solo para agricultura, sedimentando a água e tornando-a lamacenta. O fluído foi levado até o córrego Taquara e depois para o rio Mimoso.