Polícia paraguaia prende pistoleiro da fronteira que mata por R$ 2 mil

0

Conhecido matador profissional em Pedro Juan Caballero e Ponta Porã, a mais sangrenta fronteira seca entre os dois países, Arnaldo Andrés Benítez Dávalos, 42, foi preso hoje em Lambaré, na região metropolitana de Assunção, capital do Paraguai.
De acordo com agentes do departamento contra o crime organizado da Polícia Nacional do Paraguai, Arnaldo é conhecido na fronteira seca das duas cidades e tem fama de matar por pouco dinheiro. Ele cobra R$ 2 mil por assassinato. O valor só aumenta se a vítima for alguém “importante”.
Inimigo do PCC (Primeiro Comando da Capital), facção brasileira que luta pelo controle do tráfico de drogas e armas na fronteira, o sicário (como são chamados os pistoleiros no Paraguai) foi preso em operação no bairro Santa Lucia, em Lambaré.