Português vence 6ª etapa do Brasileiro de MotoCross em Campo Grande

0

Quem gosta de aventura e velocidade se divertiu neste fim de semana, em Campo Grande. Mais de cem pilotos brasileiros e estrangeiros aceleraram na pista do autódromo Orlando Moura, na 6ª etapa do Campeonato Brasileiro de MotoCross. Nem a chuva atrapalhou a competição, que começou no sábado pela manhã e durou até o fim da tarde de hoje.

O piloto portugues Paulo Alberto, que está em 3º lugar no campeonato, foi o vencedor da principal categoria da competição, a MX1, e elogiou o circuito, classificando-o como um dos melhores do Brasil. “Já estive aqui em 2014 e gosto muito dessa pista, tem bastante buracos, ela é grande e longa, não poderia ser melhor”, afirmou.

O prefeito Marcos Trad (PSD) acompanhou a competição e destacou que a abertura da pista, após dois anos sem receber competições, significa colocar Campo Grande no cenário nacional do esporte e turismo, além de ser um atrativo à população. “Muitos campo-grandenses tinham vontade de assistir a um eventos como este, mas precisavam viajar à outras cidades para isso. Agora não, agora está aqui pertinho, além de atrair pessoas de outras cidades”, disse.

A Prefeitura de Campo Grande investiu R$ 35 mil para reformar a pista, que ficará sob responsabilidade da Federação de Motociclismo de Mato Grosso do Sul.

“O motociclismo aqui sempre foi esquecido, mas agora começamos a viver um novo tempo. Essa pista é um presente para os pilotos e a população, que poderá ir até lá assistir aos treinos e competições em um local seguro e adequado com banheiros, bebedouros e toda a estrutura necessária”, considera o presidente da Federação de Motociclismo de Mato Grosso do Sul, André de Souza Azambuja.

VENCEDORES

Na categoria MXF do campeonato, Maiara Basso liderou de ponta a ponta, venceu a bateria e segue líder do campeonato com 72 pontos, sete a mais que Lays Cazadini, a segunda colocada.

Já na MX Junior, o vencedor foi Bruno Schmidt, de 16 anos, que acabou levantando também a taça do campeonato nesta categoria. Bruno, que é natural do Rio Grande do Sul, vinha na liderança da disputa e conseguiu erguer a taça uma rodada antes da final.

Na mesma categoria, a segunda colocação foi conquistada pelo piloto Rodolfo Bicalio. Gabriel Andrigo chegou em terceiro, enquanto o quarto lugar ficou para Pedro Magero e o quinto com Joaquim Neto.
A vitória na MX2 ficou com Fabio Aparecido, seguido de Pedro Henrique Rosa, Gustavo Pessoa, Leonardo de Souza e Caio Lopes.

O brasileiro Jean Carlo Ramos ficou atrás de Paulo Alberto, que levantou o troféu na principal categoria, a MX1. O espanhol Carlos Campano Jimenez, líder do campeonato, acabou em terceiro no pódio nesta etapa, enquanto o piloto equatoriano Jetro Salazar terminou a prova em quarto lugar e Lucas Moares Dunka ficou em quinto.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA