Siglas não têm filiações na última semana de janela

0

razo para políticos trocarem de partido termina em 6 de abril

Eleitoral (TSE), os três partidos que estão em destaque nas pesquisas de pré-campanha não têm evento de filiação marcado. De acordo com líderes partidários do MDB, PSDB e PDT, a semana será tranquila e sem grandes surpresas.

O PDT, partido do juiz federal aposentado e pré-candidato ao governo de Mato Grosso do Sul Odilon de Oliveira, está mais receoso de falar sobre novos nomes. Com a saída do deputado estadual George Takimoto e do ex-prefeito de Corumbá Paulo Duarte, que foram em direção ao MDB, a sigla perdeu dois líderes.

De acordo com o deputado federal e pré-candidato à reeleição Dagoberto Nogueira (PDT), podem haver filiações ao longo da semana, mas o partido anunciará no momento oportuno. “Muita gente quer ficar com o Odilon, mas ainda não posso dizer nomes. Na semana que vem, divulgamos”, declarou.

Já o líder do MDB na Assembleia Legislativa, deputado e pré-candidato à reeleição Eduardo Rocha, afirmou que não haverá eventos de filiação do partido na última semana liberada pelo TSE. Segundo Rocha, o ex-governador do Estado e pré-candidato ao cargo André Puccinelli está cuidando das articulações políticas com aliados e possíveis novos filiados.

*Leia reportagem, de Yarima Mecchi, na edição de sábado/domingo do jornal Correio do Estado.