sexta-feira, abril 19, 2024

POLITICA DE AMAMBAI

0

Em Amambai a pre candidata JANETE CÓRDOBA CONTINUA LIDERANDO NAS PESQUISAS DE INTENÇÕES,,  tem apoio de lideranças do PSDB, inclusive do prefeito Bandeira, mas ainda procura um VICE.

Vereador Bambil solicita asfalto para várias ruas de Amambai - Amambai Notícias - Notícias de Amambai e região.

EX VEREADOR JAIME BAMBIL DEIXA MDB E VEM APOIAR JANETE CÓRDOBA

O ATUANTE VEREADOR TATO SOUZA DEICA O PT E VAI APOIAR TAMBEM JANETE CÓRDOBA

Pode ser uma imagem de 3 pessoas, sala de redação e texto

O PRÉ CANDIDATO SERGIO BARBOSA MDB, tem apoio do ex governador ANDRÉ, senadora TEREZA CRISTINA, MOKA, DEPITADOS ESTADUAIS E FEDERAL E TEM JAIME VIZZOTTO COMO VICE; Ligia Borges, Cida Farias, Baiano e Paulo Sergio vereadores que estão com Sergio.O VEREADOR SANGUE BOM APOIARÁ SERGIO BARBOSA NA DANÇA DAS CADEIRAS

Roberto Sangue Bom

Pode ser uma imagem de 2 pessoas e pessoas sorrindo

O pré candidato pelo PT LUCINEY BAMPI, tem apoio do presidente LULA, deputados estaduais e federais do partido e tem agenda novamente com o LULA. Tambem esta sem vice.Vereadores  TATO E JOANIR, estão com Luciney Bampi

Amambai: Saiba quais os nomes dos pré-candidatos a prefeito - Ponta Porã Informa - Notícias de Ponta Porã - MS e Pedro Juan Caballero - PY

O PRÉ CANDIDATO ZÉ BAMBIL, ESTA SEM VICE E CONTA COM A FORÇA DE BOLSONARO

VEREADORA ROSA DA SAUDE, COM MANDATO PARTICIPATIVO CONTINUARÁ NO PSDB E VAI PARA A REELEIÇÃO

União Brasil confirma Rose Modesto como pré-candidata à prefeitura de Campo Grande

Rose afirma que respeita as pré-candidaturas já postas, mas que buscará diálogo com todos até o registro das chapas em julho

Rose Modesto (Divulgação)

A superintendente da Sudeco (Superintendência de Desenvolvimento do Centro-Oeste), Rose Modesto, anunciou nesta terça-feira (2) que deixará a pasta do governo federal para disputar as eleições em Campo Grande. Ao Jornal Midiamax, Rose disse que pesquisas qualitativas e quantitativas do partido foram fundamentais para a decisão.

Rose conversou com a nova presidência nacional do União Brasil, agora comandado por Antonio Rueda, em Brasília. Na reunião, ficou definido que uma cidade como Campo Grande, com quase um milhão de habitantes, deve ter candidatura própria. A agora pré-candidata anunciou também que deixará a Sudeco até o final do mês de abril, embora tenha até o dia 4 de junho para se desincompatibilizar.

“Depois de analisar as últimas pesquisas internas, tanto qualitativas como quantitativas, o União Brasil decidiu pela minha pré-candidatura à prefeitura de Campo Grande”, informou Rose.

Então, a pré-candidata informou que a partir de agora vai buscar dialogar com partidos e lideranças. “Vamos procurar a todos com quem temos bom diálogo para formar alianças, respeitando os partidos que já têm pré-candidatos, mas sem deixar de conversar com todos até o momento do registro de candidatura, que será em julho”, pontuou.

Rose Modesto

Rose acumula recordes de votações em Mato Grosso do Sul. Em 2018, se candidatou a vereadora em Campo Grande e foi eleita com 7.536 votos. Quatro anos depois, Rose conseguiu o segundo mandato consecutivo e foi a segunda parlamentar mais votada na capital sul-mato-grossense, com 10.813 votos.

A convite do então candidato Reinaldo Azambuja, aceitou ser vice-governadora nas eleições 2014. A chapa foi eleita no segundo turno contra Delcídio Amaral (PT), por uma diferença de 143.055 votos. Em 2016, deixou o cargo para disputar a Prefeitura de Campo Grande.

Após o mandato como vice-governadora, Rose se candidatou a uma vaga na Câmara dos Deputados e foi eleita com 120.901 votos, sendo a parlamentar mais votada no Mato Grosso do Sul em 2018. Para se ter uma ideia, o deputado federal mais votado do Estado nas últimas eleições, em 2022, Marcos Pollon (PL), teve 103.111 votos.

Também nas últimas eleições, Rose foi candidata ao Governo do Estado e teve 178.599 votos, sendo 68.620 deles somente em Campo Grande.

Assim, o União Brasil deverá ter para essas eleições o terceiro maior Fundo Especial de Financiamento de Campanha, conhecido como fundo eleitoral. Ao todo, as siglas dividirão 4,9 bilhões de recursos neste ano. Lideram os repasses o PL e a federação que une o PT, PC do B e PV. Em quarto lugar está o PP.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here