Warning: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/correiod/public_html/index.php:1) in /home/correiod/public_html/mainfile.php on line 168
=:Correio da Fronteira:=

 Menu
 Inicio
 Registro
 Administrador
 Menu
 Torpedos
 Downloads
 Enquete
 Galeria de Fotos
 Seus Links
 Recomende-nos
 Internet_TV
 Artigos
 Internet_Radio3
 Publicações
 Conteudos
 Album
 Estatística
 Fale Conosco

· Procurar

 Radio On
Ouça Agora:
Nenhuma opção foi escolhida



<a href=''>Play Nenhuma opção foi escolhida</a>

Abrir em janela pop-up

 Previsão

 Visitas
Até o momento, recebemos
13163131
vizualizações de páginas (page views) desde July 2007

 Apoios:




CONESUL GANHARÁ COM NOMEAÇÃO DE DIRCEU LANZARINI
Diversos

Resultado de imagem para DIRCEU LANZARINI AMAMBAI

Ex-prefeito de Amambai, Dirceu Lanzarini é o novo coordenador regional de Estado de MS

 O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, nomeou o produtor rural e ex-prefeito de Amambai, Dirceu Lanzarini para ocupar a Coordenadoria Regional do Governo do Estado. A nomeação foi publicada no Diário Oficial dessa sexta-feira (24).

Com a saída de Dirceu Bettoni da Coordenação Política Regional para assumir a pefeitura de Paranhos, o cargo ficou vago e Adir Teixeira de Oliveira, coordenador da região em Ponta Porã passou a atuar na área da regional de Amambai temporariamente.

Mas a bagagem de três mandatos como prefeito de Amambai, duas vezes como secretário de Estado em Mato Grosso do Sul e o bom trâmite que exerce junto a classe política da região credenciaram o produtor rural amambaiense para ocupar função, cargo que também já exerceu em gestão anterior.

 

Imagem relacionada


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

PLANTÃO
Diversos 14h06

DOF prende quatro homens com 247 quilos de maconha

Policiais do DOF (Departamento de Operações de Fronteira) prenderam por volta das 02 horas da madrugada desta sexta-feira, dia 24 de março, quatro homens acusados de tráfico de drogas e associação criminosa.

A ação ocorreu durante um bloqueio policial para fiscalização na rodovia MS-395. Os policiais deram ordem de parada ao motorista de um veículo Ford/Fiesta, com placas de Bauru, no interior de São Paulo, que atendeu prontamente. Durante a entrevista os policiais observaram fardos do entorpecente no banco traseiro do veículo.

O motorista disse que foi contratado em Três Lagoas para transportar a droga de Bataguassu, até Araçatuba, também no interior de São Paulo. Durante a entrevista um veículo VW/Gol 1.0 GIV com placas de Três Lagoas, aproximou-se e, ao perceber a equipe policial, retornou em alta velocidade em direção à cidade de Brasilândia. Durante o acompanhamento tático por, aproximadamente, um quilômetro o veículo foi abandonado no acostamento da rodovia por três homens que empreenderam fuga, sendo capturados.

Os três confessaram que foram contratados para avisar o motorista do Ford/Fiesta sobre bloqueios policiais na rodovia e que, no momento da fuga, um dos passageiros atirou pela janela do veículo um aparelho de celular que não foi encontrado.

Os quatro homens foram encaminhados e entregues, juntamente com os veículos e o entorpecente, na Delegacia da Polícia Civil de Brasilândia para os procedimentos legais.

14h22

Com simulação de interceptação, começa patrulhamento aéreo das fronteiras

Iniciaram nesta sexta-feira (24) as ações da Força Aérea Brasileira (FAB) para patrulhamento aéreo e combate ao tráfico de drogas e contrabando na fronteira do Brasil com o Paraguai e Bolívia. Simulação da interceptação aérea foi feita nesta manhã em aeronave da FAB onde estavam jornalistas que decolaram de Campo Grande com destino a Dourados.

Batizada de Operação Ostium, a ação usará aviões de caça e helicópteros, que ficam baseados na Capital e em Dourados. A base de Corumbá, onde foram instalados radares móveis, também auxilia na operação.

Para a simulação apresentada nesta manhã, aeronave com tripulação da FAB e jornalistas decolou por volta das 9h30 da Base Aérea da Capital com destino a Dourados. Durante as cerca de 2 horas de voo, uma aeronave A-29 Super Tucano interceptou o avião onde estavam os jornalistas, simulando as ações que serão feitas a partir de hoje.

Primeiro, o caça se aproxima da aeronave supostamente irregular por não ter autorização para sobrevoar determinada área e faz um reconhecimento visual. Depois, é feito um interrogatório pelo rádio, quando o piloto de defesa faz uma série de perguntas sobre rota, itinerário e motivo do voo. Se não houver colaboração do piloto da aeronave interceptada, pedido para pouso é feito pelo militar.

Se a falta de cooperação persistir, restam duas opções ao piloto de defesa. Disparar um tiro de aviso e depois um tiro de detenção, que tem como objetivo atingir e derrubar a aeronave invasora.

Essa ação é respaldada por lei federal, que criou regras para restringir a entrada de aeronaves suspeitas em território nacional, principalmente nas regiões conhecidas por produção e distribuição de

16h59

Drones persistem e Exército treina até de madrugada para coibir "espiões"

Resultado de imagem para DRONER

Um mês depois de emitir alerta contra drones sobrevoando de forma ilegal parte do espaço aéreo do quartel-sede do CMO (Comando Militar do Oeste), no Bairro Amambaí, em Campo Grande, o Exército iniciou treinamento específico com seu efetivo para identificar e reconhecer as aeronaves não tripuladas que persistem nesse tipo de atividade à noite.

Há autorização para o equipamento ser 'abatido', ou seja, derrubado a tiros.

Desde o dia 20, militares da área do 9º Batalhão de Suprimentos estão realizando as atividades que permitem reconhecer, no escuro, os drones que estejam invadindo o espaço aéreo do CRO.

A área é considerada uma das mais preocupantes para o Exército, pois estão localizados no local o paiol de armas e o depósito de suprimentos e equipamentos da tropa.

Segundo apurou o Campo Grande News, depois da emissão do alerta sobre drones, no último dia 17 de fevereiro, os sobrevoos das aeronaves começaram a acontecer mais entre o fim da tarde e à noite.

Na ocasião, o major Marcelo Machado, porta-voz local da corporação, admitiu que havia o receio de que os drones pudessem estar sendo usados para se colher imagens não autorizadas, além de mapear locais estratégicos internos.

Segundo ele, o objetivo de tornar público o problema visava conscientizar a população. caso persistisse o problema, no entanto, o Exército dizia que tinha permissão para abater os equipamentos.

"É um alerta preventivo à população para evitar problemas. Caso se repita constantemente, temos autorização para derrubar (os drones). Sabemos que é uma tecnologia nova e as pessoas precisam ter consciência", justificou, então, Machado.

Segundo o Exército enfatiza que há artigo no Código Penal Militar que prevê e prisão para civis em seus artigos 147, de quem capta imagens de bases ou quartéis militares sem autorização, e 148, de sobrevoar área restrita. Somadas, as penas podem ser de até sete anos de reclusão.

13h24

Suposto colaborador da polícia e executado a tiros na fronteira

O mesmo foi identificado como, Leonardo Dias Cristaldo (34) vulgo "Loro" executado na tarde de quinta feira (23) por volta das 18:00hs, quando transitava a bordo de um veiculo VW-Gol, Prata, placa ASX 439 Paraguai, o mesmo chegava a sua casa situado no bairro Santa Teresa da cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero, onde chegaram os pistoleiros a bordo de uma motocicleta tipo Honda 300cc, cor vermelha e sem mediar palavras realizaram 18 disparos de pistola 9mm contra o mesmo.

Segundo as primeiras informações, o mesmo era colaborador da policia, esta situação teria desencadeado a sua execução, já que teria entregado alguma carga de droga do narcotráfico aos agentes da Divisão de Investigação de Delitos da Policia Nacional de Pedro Juan Caballero, que teria sido descoberto pelos integrantes do crime organizado que decidiram pela sua execução na tarde de hoje quando este chegava de uma chácara situada na colônia Santa Clara.

Agentes da Divisão de Homicídios e da Divisão de Criminalística realizaram os trabalhos de praxe apoiados pelo promotor de justiça Samuel Valdez e posteriormente encaminharam o corpo da vitima ao IML do Hospital regional da cidade para posterior entrega aos familiares

Dois vereadores são cassados por compra de votos em Mato Grosso do Sul

Troca de votos por convites de show e combustível

Dois vereadores de Mato Grosso do Sul foram cassados durante essa semana acusados de compra de votos. Nesta sexta-feira (24), o TRE (Tribunal Regional Eleitoral) cassou o vereador e presidente da Câmara de Taquarussu, Sandro Félix (PMDB), por trocar convites de um evento sertanejo por votos.

Durante as suspeitas durante as eleições de 2016, ele foi denunciado na Operação Entrada Livre, realizada pelo Ministério Público Eleitoral. Sandro Félix teve o mandato cassado e foi declarado inelegível nos próximos oito anos.

O outro cassado é o vereador de Nova Andradina João Dan (PSDB). O legislador era investigado na Operação Bomba Aberta, também por compra de votos.

A decisão da 5ª Zona Eleitoral, foi baseada na acusação de compra de votos em troca de combustível. Além de perder o mandato, João Dan também está inelegível por oito anos. Os dois podem recorrer das decisões.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

DA MANH]A
Diversos

Com 42% do abate em Mato Grosso do Sul, JBS fechado represa a pecuária

Clima é de apreensão e temor entre produtores

Responsáveis por 42% do volume de abates de bovinos nos frigoríficos sob inspeção federal de Mato Grosso do Sul somente neste ano, de acordo com dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), seis unidades do JBS suspenderam as atividades temporariamente no Estado, deixando clima de apreensão entre a classe pecuarista, em função do temor de paralisação dos negócios, já afetados pelos baixos preços da arroba do boi desde o início do ano. 

Embora o grupo empresarial tenha anunciado a interrupção dos abates por três dias, devendo retornar às operações na próxima semana, o cenário preocupa porque já começou a ocorrer travamento nas negociações, segundo o presidente da Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul (Acrissul), Jonatan Barbosa. “O produtor precisa vender para pegar o dinheiro e pagar contas”, ressaltou.

Ontem, a diretoria da Acrissul, acompanhada de produtores, esteve reunida com o superintendente do Banco do Brasil, Gláucio Zanettin Fernandes, para solicitar a renegociação do prazo de pagamento de dívidas a vencer e outras vencidas, além de tratar de outros assuntos de interesse da classe. 

 

Após golear Uruguai, o que falta
para o Brasil se garantir na Copa?

Tite não quer saber de contas. Depois da vitória por 4 a 1 sobre o Uruguai, nessa quinta-feira (23), o técnico do Brasil avisou que se preocupa com o desempenho de seus jogadores. Mas os torcedores querem saber: o que falta para a Seleção carimbar o passaporte para a Rússia. É improvável, mas a vaga pode sair já na próxima terça, contra o Paraguai, em São Paulo. Se isso acontecer, o Brasil será a primeira equipe a se classificar para a Copa do Mundo de 2018 - os russos já tem lugar garantido como país-sede.

O que precisa acontecer na terça-feira?

- Vitória do Brasil (1º) sobre o Paraguai (7º) na Arena Corinthians.

- Derrota do Equador (5º) para a Colômbia (4º), em Quito.

- Derrota do Chile (6º) para a Venezuela (10º), em Santiago.

A conta é a seguinte: no fim da próxima rodada, estarão apenas quatro jogos ou 12 pontos em disputa. Ou seja, o Brasil precisa ter 12 pontos a mais do que o quinto colocado para confirmar sua vaga direta para a Copa do Mundo. Neste momento, a distância da Seleção para o Equador e o Chile é de dez pontos. Então é preciso vencer e torcer por derrota de ambos.

+ Olé Centenário: Paulinho vira carrasco, Brasil goleia Uruguai e pode garantir vaga na terça
+ Atuações do Brasil: Paulinho é o melhor em campo, e Neymar "paralisa" uruguaios
+ Tite vê vitória histórica sobre o Uruguai e resume: "Foi mais do que eu imaginava"
+ Paulinho se surpreende com três gols e pede música para o Fantástico

Por isso é improvável que a vaga saia já na terça. Equador e Chile jogam em casa. E os chilenos enfrentam a lanterna Venezuela. Caso a confirmação da vaga seja adiada, os brasileiros terão de esperar até o fim de agosto, quando serão realizadas as duas próximas rodadas das eliminatórias.

Mesmo com o triunfo sobre o Uruguai, o Brasil seguiu com 99% de chances de se classificar - percentual que já tinha desde o triunfo sobre o Peru, em novembro de 2016 - segundo os cálculos do matemático Tristão Garcia no site Infobola.

Confira abaixo as chances de classificação das 10 seleções

Brasil 99%
Uruguai 83%
Argentina 66%
Colômbia 43%
Equador 45%
Chile 50%
Paraguai 10%
Peru 4%
Bolívia -
Venezuela -


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

FRONTEIRA
Economia

Esquartejado na fronteira estava em programa de proteção à testemunha na Argentina

Ele foi sequestrado um dia antes de depoimento

Américo Ramirez Chaves, de 37 anos, que foi sequestrado, torturado e esquartejado, na madrugada da ultima quarta feira (22), era testemunha protegida da Polícia Argentina. O mesmo deveria ser levado na quinta-feira (23) ao país, mas acabou sequestrado um dia antes por supostos integrantes do crime organizado. A execução teria ligação com a morte de Ronny Chimenes Pavão, irmão de Jarvis Chimenez Pavão, no último dia 14.

De acordo com o Edicion24, ele seria um dos principais colaboradores da polícia contra o narcotráfico e teria denunciado um grupo de traficantes que atua na região de fronteira do Paraguai com a Argentina.

O mesmo deveria ser levado na quinta feira (23) a Argentina, mas acabou sendo sequestrado um dia antes e executado após ser torturado e executado supostamente por integrantes do crime organizado.

Segundo a mulher de Américo, um grupo de homens armados teria invadido a residência dos mesmos durante a madrugada e mesmo com os gritos de seu marido nenhum vizinho saiu em sua ajuda.

Hora após, o corpo foi encontrado repartido em vários sacos de lixo nas imediações do Aeroporto Internacional da cidade de Ponta Porã, a 346 km de Campo Grande.

A polícia brasileira ainda não tem pistas, dos autores. A dificuldade aumenta, pois o crime teria sido praticado em outro país e o corpo abandonado no Brasil.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

DA TARDE
Diversos

Homem é preso com quase meia tonelada de maconha em carro roubado

Outros dois rapazes que faziam serviço de batedor foram presos na BR-163

Rapaz de 21 anos foi preso com quase meia tonelada de maconha em um Honda Civic roubado, na madrugada de hoje, n BR-163 em Rio Brilhante. Outros dois homens, de 24 e 27 anos, foram presos por fazer trabalho de batedor.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), policiais deram ordem de parada ao condutor, que empreendeu fuga.

Policiais perseguiram o veículo por cerca de um quilômetro, quando o suspeito abandonou o carro e tentou fugir por um matagal, mas foi capturado.

Em revista ao Civic, foram encontrados 449 quilos de maconha. Carro tinha placas aparentes de Peixoto de Azevedo (MT) e, em checagem ao sistema policial, foi constatado que tratava-se de veículo roubado ou furtado.

Condutor disse aos policiais que havia outro Honda Civic, com placa de Cuiabá (MT), fazendo o serviço de batedor. Veículo, ocupado por dois rapazes, foi abordado posteriormente em Campo Grande. 

Todos os suspeitos foram presos e encaminhados à Delegacia de Polícia Civil de Rio Brilhante, onde foram indicados por tráfico de drogas

RECUPERAÇÃO

Homem que atirou na ex sai da sedação 
e pode acordar a qualquer momento

Estado de saúde de Pâmella é gravíssimo

 

Jonny Souza, que atirou em Pâmella Jennifer Garicoi, de 32 anos, na tarde de ontem, e depois tentou se matar, segue internado na Santa Casa de Campo Grande, porém, a sedação foi tirada e o homem pode acordar a qualquer momento. Já a ex mulher segue no CTI, em estado gravíssimo, correndo o risco de ficar paraplégica, se sobreviver.

Homem invadiu uma loja de gessos na Avenida Mascarenhas de Morais, no Bairro Monte Castelo, atirou na ex esposa - que trabalha no local - e depois tentou se matar.

Pâmella foi atingida no pescoço e o tiro que acertou Johnny entrou pelo queixo e saiu pelo olho. Tudo indica que o homem pode perder a visão. Os dois foram socorridos em estado grave para a Santa Casa.

A mãe da mulher presenciou o crime, passou mal e foi socorrida pelo resgate. Amiga da vítima informou que os dois estavam separados há alguns meses e que ele não aceitava o fim do relacionamento. O casal tem dois filhos.

Depois de deixar amigo em casa, 
homem é agredido e morto a facadas

Autores do assassinato têm idade entre 17 e 25 anos

 

Osvaldo Silvestre de Souza Neto, de 30 anos, foi cercado por quatro jovens, espancado e esfaqueado no abdômen depois de deixar amigo em casa. Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu ao ferimento. Crime aconteceu por volta das 23h30 de ontem, na Rua José Teixeira Machado, no Conjunto Favo de Mel, na cidade de Vicentina.

De acordo com o site Siliga News, Osvaldo deixou um amigo em casa e, na ocasião, seguia de volta para sua residência quando teria sido cercado por dois adolescentes de 17 anos, rapaz de 18 e outro de 25 anos.

A vítima, que trabalhava em loja de materiais de construção, foi espancada e esfaqueada no abdômen. Osvaldo foi socorrido e levado para unidade de saúde em Vicentina, mas em razão da gravidade do ferimento, foi transferido para o Hospital da Vida, em Dourados, mas morreu na madrugada.

Caso será apurado por investigadores da Polícia Civil.

Após testes, Exército rejeita três caminhões de massa asfáltica

Material estava úmido e não poderia ser usado

Depois de analisar a massa asfáltica destinada às obras de pavimentação das vias que integrarão o corredor sudoeste do transporte coletivo de Campo Grande, a equipe do Exército recusou três caminhões equivalentes a 30 m³ de material.

Segundo o coronel Moacir Rangel Júnior, comandante do 3° Grupamento de Engenharia do Exército Brasileiro, a massa estava úmida e não poderia ser utilizada no recapeamento das ruas.

"Assim como a empresa responsável, fazemos o controle tecnológico de toda a massa asfáltica empregada na requalificação das vias e como detectamos umidade, decidimos não aceitar porque o material precisa estar seco para que seja aplicado", explica.

Mesmo com o material descartado, o coronel garante que não houve prejuízo. "Toda obra tem uma margem de 5% de rejeição, que é normal nesse tipo de trabalho e a empresa se responsabiliza por isso, então não tivemos nenhum impacto no orçamento", assegura.

O projeto garante o recapeamento de 12,1 quilômetros de vias. Conforme o Exército, até o momento, foram recapeados 500 metros da Rua Guia Lopes e outros 1,5 km da Rua Brilhante.

Conforme o cronograma divulgado no início das obras, será recapeado 1,57 km entre as ruas Guia Lopes e Brilhante. A partir daí são mais 2,75 km até o terminal Bandeirantes; mais 4,92 km deste local até o Terminal Aero Rancho; as duas pistas da Gunter Hans e na etapa final, 3,87 km ao longo da Bandeirantes.

O projeto prevê ainda a implantação de 6 quilômetros de drenagem em parceria com equipes da Águas Guarirboa. Essas obras estão previstas para o início de maio, quando termina o período de chuva na Capital.

Ao Jornal Midiamax a assessoria de comunicação da Águas disse que para não atrapalhar nas obras de recapeamento, nem deixar 'pontos fracos' no pavimento, a rede de água e saneamento deve passar a ser feita na calçada.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

REPOSIÇÃO
Diversos

Aulas perdidas durante a greve serão repostas no próximo trimestre

Calendário foi emitido hoje pelo governo do Estado

 

O Governo do Estado determinou a reposição das aulas referentes ao período de greve deste mês. As aulas perdidas nos dias 15, 16 e 17 serão repostas nos dias 1º de abril, 6 de maio e 3 de junho - primeiro sábado de cada mês do próximo trimestre.

Nos municípios em que o transporte escolar seja indispensável para os estudantes nos dias da reposição, as Coordenadorias Regionais de Educação (CREs) deverão, em acordo com as prefeituras, propor outras datas.

A decisão não só evitará prejuízos financeiros como é justa com os professores que não aderiram à paralisação do período.

Ao todo, cerca de 257 mil estudantes matriculados na rede pública de ensino, dos 79 municípios de Mato Grosso do Sul, devem ter a reposição do dia letivo perdido.

Apesar das aulas terem retornado ao normal, Comitê Contra a Reforma da Previdência, formado por professores, irá percorrer o interior do Estado para explicar sobre Reforma da Previdência.

Na semana passada, em assembleia realizada no sábado, o presidente da Fetems, Roberto Botarelli, informou que hoje estava agendada reunião em Brasília.  


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

SHOW DE BOLA
Diversos
h29

Neymar: calma e frieza para tocar por cobertura

Poucas pessoas teriam a calma, a frieza e a categoria para fazer o que o atacante Neymar fez no terceiro gol da Seleção Brasileira diante do Uruguai, nessa quinta-feira (23), no Estádio Centenário.

Eram quase 60 mil torcedores na arquibancada, o Brasil vencia apenas por 2 a 1 e o jogo era bastante disputado. Aí o zagueiro Miranda deu um chute para frente, Neymar ganhou do zagueiros na corrida, dominou com a coxa e deu um toque sutil para encobrir o goleiro Martín Silva.

Até aí todos que assistiram ao jogo puderam ver e admirar a beleza da jogada, realizada com extrema destreza. Mas o que Neymar disse após a partida com aquele sorriso maroto demonstra outra situação: o clima entre os companheiros de Seleção Brasileira está excelente.

  • O Miranda deu uma assistência, ele falou que foi ums assistência né?! - disse ele aos risos na saída do vestiário.

Assistência, passe, lançamento ou chutão, o que interessa é que a jogada virou gol da Seleção Brasileira. Mais do que isso, fez a torcida presente no Estádio Centenário se render ao talendo brasileiro.

Uma noite especial para qualquer brasileiro que gosta de futebol, mas para o meia Paulinho foi mais do que isso. A partida de quinta-feira (23), no Estádio Centenário, representou mais do que uma goleada num clássico sul-americano.

Para começar, um golaço para empatar a primeira partida que o Brasil saiu atrás no placar desde a chegada do técnico Tite e sua comissão. Chute de fora da área sem chances para o goleiro Martín Silva.

Foi ele também quem completou o chute de Roberto Firmino, após rebote do goleiro, e colocou o Brasil na frente do Uruguai diante de um estádio lotado para empurrar o time da casa.

Quando a partida já se encontrava nos acréscimos, Paulinho ainda completou um passe magistral de Dani Alves com o peito e deu números finais ao jogo.

O que isso significa?! Que pela primeira vez na carreira Paulinho marcou três vezes num jogo. Mais além: foi o primeiro jogador de uma seleção visitante a conseguir tal feito no lendário Estádio Centenário.

Torcida uruguaia se rende ao talento da Seleção

É uma rivalidade grande, um clássico dos mais tradicionais do futebol, que já decidiu até Copa do Mundo. Mesmo assim, a torcida uruguaia mostrou o tamanho do respeito que tem pela Seleção Brasileira nessa noite de quinta-feira no Estádio Centenário.

Antes mesmo de a bola rolar, os mais de 55 mil uruguaios presentes fizeram um silêncio absoluto durante o hino nacional brasileiro. Respeitaram o momento como poucos.

Depois, já durante a partida, torceram por sua equipe como era de se esperar. Comemoraram o gol de Cavani, brincaram com os brasileiros, mas sempre de forma sadia.

Foi quando o resultado começou a mudar de lado, com o Brasil conseguindo a virada, que os torcedores uruguaios se renderam ao talendo brasileiro. Postura sacramentada com o golaço de Neymar, por cobertura.

Os uruguaios que assistiam ao jogo próximo à reportagem do Site CBF fizeram questão de se manifestar.

– É muita superioridade, que time - disse um senhor.

– Neymar é um fora de série, que golaço! - completou seu amigo.

O silêncio da torcida que se seguiu, sem se incomodar com a festa da torcida brasileira, mostrou classe e respeito ao futebol brasileiro. Por uma noite, o Centenário foi brasileiro, mas muito por conta do respeito uruguaio.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

Idoso de 75 anos é preso acusado de estuprar adolescente de 13 anos que voltava da escola

Menino chegou chorando em casa

Foi preso pela polícia um idoso, de 75 anos, acusado de estuprar um adolescente, de 13 anos, em Campo Grande, na região do Parque Lageado. O autor que é dono de um bar teria oferecido doces à vítima.

O autor que é dono de um bar na região teria chamado o adolescente, que voltava da escola, e oferecido doces a ele, momento em que o menino entrou no bar. Em seguida, o idoso teria despido o adolescente e também tirado suas calças.

Em seguida, o acusado teria colocado o pênis nas nádegas do adolescente que conseguiu fugir. Ao chegar em casa aos prantos disse para sua mãe o que tinha ocorrido. O menino ainda afirmou ter sido ameaçado de morte pelo homem, caso falasse alguma coisa a alguém.

Durante sua prisão, o idoso afirmou que não teria feito nada já que seu pênis não teria ficado ereto. De acordo com testemunhas, o bar do acusado seria frequentado por várias crianças da região. O idoso foi preso no fim de semana por policiais da Depca (Delegacia Especializada de Proteção a Criança e ao Adolescente).


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

Lei da terceirização acaba com concurso público, diz procurador-geral do Trabalh
Diversos

Ronaldo Fleury em reunião da Comissão Especial da Reforma Trabalhista, em fevereiro deste ano - Créditos: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A Lei que regulamenta a terceirização ampla no país, aprovada nesta quarta-feira (22) na Câmara dos Deputados, seria o fim do concurso público e um incentivo ao nepotismo nos municípios, no Estado e na União. Essa é a avaliação do procurador-geral do Ministério Público do Trabalho (MPT), Ronaldo Fleury, que enumera consequências negativas para os trabalhadores, para o serviço público e até para o capital.

"Não vai ter mais concurso público porque todos esses serviços poderão ser terceirizados", avalia Fleury.

O procurador projeta o futuro a partir de dados sobre os atuais terceirizados."Os índices de acidentes de trabalho são muito altos: de cada dez trabalhadores que sofrem acidentes de trabalho fatais, oito são terceirizados. Por quê? Porque eles têm menos treinamento, existe um compromisso menor com o meio ambiente do trabalho", exemplifica.

O procurador-geral, porém, indica que há chances de a lei ser anulada por contrariar o segundo parágrafo do artigo 37 da Constituição Federal, segundo o qual "a investidura em cargo ou emprego público depende de aprovação prévia em concurso público de provas ou de provas e títulos". No entanto, ele pondera que o Senado poderá pressionar a votação do PL 4330, cujo relator é o senador de oposição Paulo Paim (PT-RS).

Confira a íntegra da entrevista: 

Brasil de Fato - Como o PL de ontem vai afetar a renovação dos servidores públicos?

Ronaldo Fleury - Tirando as carreiras de Estado, como os membros do Ministério Público, magistradura e a diplomacia, simplesmente acaba com o serviço público. Não vai ter mais concurso público, porque todos esses serviços poderão ser terceirizados.

Em todas as esferas?

Sim, em União, estados e municípios. E vai permitir a volta do nepotismo, do apadrinhamento político, a corrupção por meio de contratos de terceirização. É o que fatalmente ocorrerá. Porque o político, o procurador ou quem quer que seja que queira contratar um filho precisaria apenas criar uma empresa terceirizada, o órgão que ele trabalha será o contratante. Então é o fim de todo trabalho de combate ao nepotismo.

Algumas categorias como professor, polícia civil e hospital público estão sofrendo com a falta de mão de obra. Tem concursos que foram feitos e as pessoas não foram chamadas. De que forma essa lei vai afetar os estados e municípios na hora de lidar com essa falta de funcionários?

Essa lei vai fazer com que todos os concursados ou aqueles que pretendam fazer concurso tentem outra coisa. Talvez um apadrinhamento político para entrar por meio da terceirizada, porque essa lei libera que prefeitos, governadores, administradores simplesmente façam os contratos de terceirização e prestações de serviços, e toda a contratação seja feita por essas empresas. Essa lei permite que haja uma escola sem professores contratados, que haja uma montadora de automóveis sem um único montador de automóveis… Na verdade, vai contra o princípio do capitalismo. O capitalismo supõe capital e trabalho - vai ter só o capital, não vai ter o trabalho, porque vai ter o serviço do outro lado. Ou seja, teremos empresas que alugam gente, que têm lucro alugando gente.

Hoje, temos algumas figuras jurídicas semiterceirizantes, como as Organizações Sociais (OSs). O que diferencia o sistema das OSs de um sistema público terceirizado?

Na verdade, essa terceirização via OS é uma espécie de uma parceria público-privada, mas que não é tão privada porque são Organizações Sociais, que têm uma destinação específica, uma especialização, uma fiscalização de recursos. Podem receber recursos públicos…

Já na terceirização liberada, como se pretende com esse PL, o que vai ter é simplesmente empresas tendo lucro alugando gente.

E tem uma coisa: esse projeto não é claro no sentido da terceirização ampla. Ele é claro no sentido da possibilidade de contratos temporários, que é outra coisa.

E qual seria a diferença?

No contrato temporário, a empresa contrata diretamente os trabalhadores temporários. É o que ocorre muito no comércio hoje durante o período do Natal. Mas, agora se permite contratação indistinta e por até nove meses, ou seja, é praticamente o ano inteiro! Assim, eu posso contratar um funcionário e, a cada nove meses, fazer um novo contrato. Ele não vai ter direito a férias ou licença maternidade…

A terceirização elimina o direito à licença maternidade?

Sim, porque no contrato temporário a pessoa tem um prazo previsto anteriormente para seu fim.

E ainda tem outro problema: se a gente cotejar esse projeto com o da reforma da Previdência, o que vai acontecer: a gente vai ter uma rotatividade muito grande tanto nos temporários quanto nos terceirizados – nos terceirizados, já é muito grande a rotatividade, quatro vezes maior que os contratados pela CLT; aqueles 49 anos que serão necessários trabalhar pela reforma da Previdência, vão ser muito mais. Porque são 49 anos de contribuição.

Vamos supor que eu tenha contratos de nove meses. Trabalho nove meses e fico três sem contrato. Nove meses e fico três sem contrato… Eu vou ter que trabalhar por pelo menos uns 70 anos para poder aposentar. Eu vou ter que contribuir muito mais tempo para dar os 49 anos de contribuição.

Quais são os direitos que são suprimidos com esse projeto?

Os trabalhadores terceirizados ganham entre 60% e 80% do salário dos trabalhadores diretos. A empresa para manter um trabalhador tem que pagar um salário melhor. O terceirizado não. O empregador [que trabalha com terceirizados] trabalha com quantidade, sem a necessidade de uma especialização, de um treinamento.

Quanto ao índice de acidentes de trabalho, de cada dez trabalhadores que sofrem acidentes fatais, oito são terceirizados. Ou seja, 80% dos acidentes de trabalho fatais são de terceirizados. Por quê? Porque eles têm menos treinamento, existe um compromisso menor com o meio ambiente do trabalho. A empresa que presta o serviço vai jogar a culpa na empresa onde o serviço é prestado [contratante] e a empresa onde o serviço é prestado vai jogar a culpa na prestadora de serviço. Fica esse jogo de empurra e é o trabalhador que sofre as consequências.

Além disso, tem a rotatividade da mão de obra que, no caso dos terceirizados é menor que um ano. Tem também o problema sindical. O sindicato perde muita força. Os trabalhadores deixam de ser vinculados àquelas categorias em que eles efetivamente trabalham para serem vinculados a sindicatos de prestadores de serviço, que têm um índice de associação e, consequentemente, uma força de negociação muito baixa.

As consequências são absurdas para o direito do trabalho e para os trabalhadores.

E para o capital, essa medida não vai levar à perda de produtividade?

Com certeza! Os trabalhadores terceirizados são menos especializados, têm um treinamento menor. Só isso já gera uma queda de produtividade. Tem toda a discussão jurídica se aquela terceirização em determinada empresa vai ser uma terceirização de serviço ou uma simples contratação por uma empresa interposta. Qual a diferença?

Se eu tenho um hotel e quero contratar um gerente, eu pego uma empresa terceirizada e falo: 'você tem que contratar o João, que vai prestar serviço para mim'. Isso na verdade é contratação de empregado usando uma empresa que se interpõe entre empregado e empregador. É uma fraude.

É diferente de eu chegar e falar: eu quero contratar um serviço de limpeza para o meu hotel. Quem vai prestar o serviço é a empresa e não interessa quem vai executar o trabalho.

Vai ser ruim para o capital, e para os trabalhadores, nem se diga! O projeto assassina a CLT. Para os empregadores, cria uma insegurança jurídica muito maior. As empresas que quiserem se aproveitar desse projeto para simplesmente trocar a mão de obra, que hoje é com vínculo empregatício, por mão de obra terceirizada ou contrato temporário, se arriscam a criar uma espada de Dâmocles* sobre a cabeça dessas empresas, porque elas podem ser demandadas judicialmente e depois não ter como pagar a indenização, que pode ser milionária.

Com essa lei, essas empresas não deixariam de ter que pagar indenização?

Não. Elas têm que pagar, mas de forma subsidiária. Ou seja, primeiro os empregados têm que ir na empresa prestadora. Se a empresa não tiver condição de pagar, os trabalhadores podem ir atrás da empresa contratante desses serviços. Se ainda tiver vivo, porque o trabalhador já vai ter sido demitido e não vai ter recebido nada – já vai estar passando fome.

Existe alguma forma de reverter essa reforma trabalhista?

Nós estamos avaliando a constitucionalidade do projeto que foi aprovado. Vai depender do texto que for sancionado e, se for o caso, nós vamos acionar a Procuradoria Geral da República para que entre com Ação Direta de Inconstitucionalidade [ADI].

Um dos pontos mais óbvios é que a lei aprovada contraria o segundo parágrafo do artigo 37 da Constituição Federal [o texto diz que "a investidura em cargo ou emprego público depende de aprovação prévia em concurso público de provas ou de provas e títulos, de acordo com a natureza e a complexidade do cargo ou emprego, na forma prevista em lei, ressalvadas as nomeações para cargo em comissão declarado em lei de livre nomeação e exoneração"].

Mas parece que vão sair dois projetos diferentes para a mesma matéria; a informação é que o Senado vai votar ainda o outro projeto sobre terceirização [o PL 4330].


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

AMAMBAI
Diversos

Vereador quer a implantação de uma usina termoelétrica em Amambai

A proposta foi feita pelo vereador Dilmar Bervian, durante sessão dessa segunda-feira (20), na Câmara de Vereadores

Termoeletrica movida a lixo, localizada na cidade de Viena, na Áustria

Amambai (MS) - O vereador de Amambai Dilmar Bervian (DEM), apresentou durante a sessão ordinária realizada na Câmara Municipal na última segunda-feira (20), uma indicação na qual solicita ao Poder Executivo Municipal, que busque junto ao Governo Federal, recursos para a implantação de uma usina termoelétrica mo município.

De acordo com a justificativa da indicação número 035/2017 apresentada por Bervian, a instalação da usina em Amambai além de gerar empregos, proporcionará uma economia significativa aos cofres públicos do município.

Bervian sugere que a unidade de processamento de lixo instalada na MS- 289, no trecho que liga Amambai a Jutí.

Economia

Segundo o parlamentar, atualmente a prefeitura de Amambai gasta aproximadamente R$ 140 mil por mês com o transporte de lixo para o aterro sanitário de Dourados e cerca de R$ 200 mil com despesas em contas de energia elétrica nos prédios públicos, totalizando aproximadamente R$ 340 mil de custo mensal - valor que poderia ser reduzido com a implantação da usina.

"Essa usina transforma lixo em energia elétrica através da queima do lixo, energia que poderá abastecer órgão públicos do município, proporcionando uma grande economia com contas de energia elétrica", explica o vereador.

A imagem pode conter: texto


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

PLANTÃO
Diversos

Ex-marido invade empresa, atira em mulher e tenta se matar na Mascarenhas de Moraes

Casal foi socorrido e levado à Santa Casa

Um homem, que teve o nome preservado, atirou contra a esposa e, em seguida, contra a própria cabeça, por volta das 14h30, desta quinta-feira (23), na Avenida Mascarenhas de Moraes, Bairro Monte Castelo, em Campo Grande. O crime ocorreu no local onde a vítima trabalha, uma fábrica de gesso.

Conforme apurado pela reportagem, o suspeito entrou no local atirando. A vítima foi atingida na cabeça e o suspeito disparou contra o próprio queixo, em uma tentativa de suicídio.

Uma amiga da vítima, que preferiu não se identificar, disse à reportagem que o casal tem dois filhos e estaria em processo de separação, há dois meses.

A vítima teria uma medida protetiva contra o marido.

Policiais militares da Força Tática, Batalhão de Choque e duas viaturas Corpo de Bombeiros atenderam a ocorrência. O delegado da 2ª Delegacia de Polícia, Weber Luciano, foi até o local do crime, mas o caso será investigado pela Deam (Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher).

O casal foi socorrido e levado à Santa Casa de Campo Grande. O estado, de ambos, é considerado grave.

A assessoria de imprensa do hospital informou que a vítima foi atingida na cabeça e está na área vermelha. O prontuário do suspeito não foi localizado e ainda não há informações do estado clínico.

Homem morre ao colidir carro em caminhão

Causas do acidente serão investigadas

 

Acidente ocorrido na tarde de hoje, na rodovia MS-276, entre Ivinhema a Nova Andradina, próximo à região da serralheria Navarro, deixou uma pessoa morta.

Carro e caminhão caçamba colidiram por volta das 15h30min. Conforme o site Ivinoticias, Edson Soares da Silva, de 58 anos, seguia com veículo Gol, sentido Amandina a Ivinhema, quando bateu na traseira do caminhão e morreu.

A caçamba da empresa Copertran estava carregada de terra e era conduzida por Julio César Scuteri Santana, que nada sofreu.

Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar Rodoviária (PMR) da base operacional de Amandina foram acionados mas encontraram Edson morto no local, com ferimentos na cabeça e na região do tórax.

DE MS PARA SP

Presa dupla que transportava
243 kg de cocaína em farinha de carne

Motoristas confessaram que receberiam R$ 30 mil pelo transporte

 

Dois motoristas profissionais, de 37 e 60 anos, foram presos ao serem surpreendidos transportando 243,4 quilos de cocaína de Ponta Porã (MS) para Americana (SP). Carga de droga avaliada em R$ 6 milhões estava escondida em meio a farinha de carne e osso bovino. Flagrante aconteceu ontem no km 648 da Rodovia Raposo Tavares (SP-270), na cidade de Presidente Epitácio.

Agentes da 2ª Companhia do 2º Batalhão da Polícia Militar Rodoviária fazia fiscalização na Raposo Tavares quando abordaram homem de 30 anos que conduzia caminhão tracionado a semirreboque. Na ocasião, suspeito de 62 anos era passageiro.

Policiais notaram que os homens estavam nervosos e davam respostas divergentes às perguntas dos militares, fatores que levantaram suspeita. Durante busca no veículo carregado com osso bovino e farinha de carne, que é utilizada na produção de ração para animais, foram encontrados R$ 7.550 em espécie. Em seguida, acharam os tabletes de cocaína escondidos em fundo falso sobre a quinta roda.

Diante do flagrante, os motoristas confessaram que receberiam R$ 30 mil para levar a droga de Mato Grosso do Sul até o interior de São Paulo.

Cenas fortes: gato é morto e pendurado em portão de escola pública

Autor não foi localizado

Funcionários de uma escola em Coxim distante 253 quilômetros de Campo Grande, levaram um susto ao chegarem para trabalhar na manhã desta quinta-feira (23). Eles encontraram um gato, que teria sido morto e pendurado no portão da escola.

O gato foi preso pela boca no portão da escola e acabou morrendo. Os funcionários acreditam que o crime deve ter acontecido durante a madrugada. Ainda de acordo com informações, as testemunhas não acreditam que o animal tenha se machucado sozinho, já que para removê-lo do local foi difícil. A grade estava introduzida na sua boca. O autor do crime não foi localizado, e nem o dono do gato, segundo o site Coxim Agora.

Crime

O artigo 32 da Lei Federal 9.605/98 prevê pena para quem praticar maus-tratos contra animais.

‘É considerado crime praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticáveis, nativos ou exóticos.

Pena - Detenção de 3 meses a 1 ano e multa’


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

DEMISSÃO
Diversos

Demissão de ex-procurador-geral de Justiça de MS se arrasta há quatro anos

‘Erro’ regimental estaria protelando decisão até aposentadoria

Investigado por participar do suposto esquema de corrupção que atingiria todos os poderes em Mato Grosso do Sul e foi revelado em 2010 pelo então deputado estadual Ary Rigo, o ex-procurador-geral de Justiça Miguel Vieira continua atuando no MPE-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul), apesar da pena de demissão recomendada pelo CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público).

Os trâmites para cumprir a decisão tomada no 'Conselhão' já se arrastam há quatro anos. E um detalhe técnico, a ausência de pressuposto processual válida no cargo, é que 'segura' o desfecho do caso. A situação é considerada até por membros do MPE-MS como uma ‘manobra’ para que o ex-chefe do órgão se mantenha no cargo até que complete o tempo de aposentadoria, que está próximo.

Segundo juristas, a raiz da suposta 'manobra' está exatamente nos dispositivos jurídicos criados para proteger a atuação do ministério público de ataques como a corrupção ou a interferência política. "Não se pode simplesmente chegar e demitir um membro ministerial. Isso deixaria muito fácil armarem, por exemplo, para se livrar de um promotor ou procurador atuante. Por isso há um trâmite para que um deles perca o cargo público", explica um advogado que analisou a situação de Miguel Vieira a pedido da reportagem.

Assim, apesar do pedido do CNMP, órgão nacional que zela pela atuação eficiente e ética dos membros do Ministério Público, a perda do cargo do ex-chefe do MPE-MS está condicionada a uma ação civil proposta na Justiça pelo então procurador-geral de Justiça Humberto Brittes.

O também-ex-chefe do MPE-MS propôs a ação, mas ela não foi acatada pelo TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) por não seguir o regimento do próprio Ministério. A falha é considerada “grosseira e oportuna” por juristas, além de estar protegida pelas atribuições ministeriais de quem assina tudo. Por isso, reforça as suspeitas de que seria 'intencional' para dar tempo de Miguel se aposentar sem expor mais o órgão.

Segundo a recusa no TJMS, antes de acionar a Justiça, o pedido de demissão deveria ter recebido a anuência do Colégio de Procuradores do órgão ministerial estadual, que não aconteceu. Mas, ao invés de corrigir o erro demonstrado pelo desembargador relator do procedimento, Luiz Tadeu Barbosa Silva, o processo foi remetido assim mesmo às instâncias superiores e está em análise no STJ (Superior Tribunal de Justiça).

Na defesa, Miguel Vieira alega inexistência da condição da procedibilidade prevista em lei, conforme alega o Ministério, afirmando que “a decisão do CNMP não revoga a Lei Complementar Estadual e, muito menos, detém o poder de abrir exceção à regra procedimental ali estampada, de natureza garantista e que não pode ser relativizada”.

O próprio procurador aponta falhas dos colegas no MPE-MS para se defender, pois alega não ter sequer sido intimado durante o procedimento administrativo aberto pelo órgão.

“Numa análise fria, é difícil acreditar que não haja a intenção explícita de uma manobra procrastinatória que, neste caso, privilegiaria o ex-PGJ. Infelizmente, até leigos optariam por refazer o procedimento para o próprio TJMS julgar e a pena ser aplicada. Mas é uma escolha que cabe ao gabinete do Procurador-Geral. Infelizmente, há pouco que possamos fazer”, lamenta um promotor de Justiça que comentou a situação sob condição de sigilo.

O Jornal procurou o Procurador-Geral de Justiça, Paulo Cézar dos Passos, para falar sobre a situação do processo. Pela assessoria, o gabinete negou que haja o equívoco apontado pelo TJMS na recusa da ação. "O MPMS adotou as providências determinadas pelo CNMP e entende que não existe qualquer equívoco, pois, conforme se vê da dicção do artigo 130-A, da Constituição Federal, a determinação do órgão de controle externo não pode ser contrastada por órgão que por ele é controlado", diz a nota.

Corrupção, fraude, improbidade e tráfico de influência

Consta na decisão do CNMP sobre Miguel Vieira, ex-chefe do Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul, que “há provas de que ele recebeu dinheiro para acobertar ilícitos praticados pelo então prefeito de Dourados, Ari Valdecir Artuzi”, em esquema de corrupção e fraude em licitações públicas desarticuladas pela Operação Owari, da Polícia Federal.

Na época, o próprio Miguel Vieira chego a assinar e divulgar nota oficial do MPE-MS contra o sigilo na Operação Owari, dizendo que o órgão tinha provas documentais sobre o caso, conforme noticiou o Midiamax e replicou o site oficial da ASSMPMS (Associação Sul-Mato-Grossense de Membros do Ministério Público). Boa parte das denúncias veio a público durante a Operação Uragano, também da Polícia Federal.

“Escutas ambientais autorizadas judicialmente e depoimentos de testemunhas comprovam que ele, enquanto era procurador-geral de Justiça do Mato Grosso do Sul, interferiu no trabalho de membros do Ministério Público com o objetivo de atender interesses de governantes e, assim, receber vantagens, o que configura tráfico de influência. Além disso, como ele recebeu vantagem patrimonial em razão do cargo que ocupava, também ficou comprovada a improbidade administrativa”, são os relatos no Conselho sobre Miguel Vieira.

'Ilegalidade ou excesso de prazo'

A Corregedoria do CNMP informou ao Jornal Midiamax que pode interferir apenas nas questões em que seja constatada alguma ilegalidade ou excesso no prazo de atuação do Ministério.

“No tocante ao acompanhamento de decisões, nos casos em que há a aplicação da penalidade de demissão, considerando a vitaliciedade conferida aos membros do Ministério Público – garantia Constitucional que condiciona a perda do cargo ao trânsito em julgado de sentença judicial –, a competência do CNMP cinge-se à aplicação indireta da pena de demissão, ou seja, limita-se a determinar ao chefe do respectivo ramo ou unidade ministerial que proponha a competente ação para a perda do cargo, nos termos da lei", explica.

Na prática, quando o ex-PGJ Humberto Brittes propôs a ação, equivocada ou não, se blindou contra o 'Conselhão', que agora poderia atuar apenas disciplinarmente se configurada ilegalidade na atuação. "Após a propositura da ação, está exaurida a competência do CNMP, não remanescendo possibilidade de interferência deste Órgão sobre os andamentos e resultados do processo judicial proposto na origem, salvo, sob o aspecto disciplinar, se constatada alguma ilegalidade ou excesso de prazo na atuação do Membro do MP", esclarece.

Segundo análise de membros do MPE-MS e de juristas que avaliaram o caso, as atribuições do PGJ no exercício da função e o fato de oficialmente o MPE-MS já ter atuado com a ação, equivocada ou não, afastariam as duas situações.

"Assim, o acompanhamento realizado pelo CNMP está adstrito a verificação da efetiva propositura da ação civil pública pelo Procurador-Geral de Justiça perante o Tribunal de Justiça, considerando que a responsabilidade pela tramitação e o resultado do procedimento perante o Poder Judiciário transborda das atribuições e competências deste Conselho. As demais questões dizem respeito à interpretação e a aplicação de entendimentos e teses jurídicas que devem ser enfrentadas e decididas pelos órgãos jurisdicionais e autoridades administrativas competentes à luz dos casos concretos", conclui a corregedoria do CNMP.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

ENFOQUE
Diversos

JBS suspende produção em 33 de seus 36 frigoríficos: só os de MS, MT e BA funcionam

  • Divulgação

    Dos 36 frigoríficos, só os de MS, MT e BA seguem funcionando


 

 

A JBS suspendeu a produção de carne bovina em 33 das suas 36 unidades do Brasil por três dias, de hoje até sábado. Só três unidades, uma em Mato Grosso do Sul, uma em Mato Grosso e outra na Bahia mantiveram a produção. Na semana que vem, todas as suas unidades vão operar com redução de 35% da sua capacidade produtiva, informou a empresa em nota. As medidas, diz a JBS, visam ajustar a produção até que haja uma decisão sobre as restrições adotadas por vários países à importação de carne brasileira. Conforme o Ministério da Agricultura e Pecuária, em MS a média de abates de fevereiro foi de 249.276 bovinos. Quase metade, 119.211 animais, foi pela JBS.
 

Governador fará churrasco em Brasília para defender qualidade da carne de Mato Grosso

  • José Medeiros/Governo MT

    Taques ao lançar neste mês selo de qualidade 'Carne de Mato Grosso'


 

Do blog Radar da Veja:
 
"O governador do Mato Grosso, Pedro Taques, vai promover um churrasco para 200 pessoas em Brasília. O evento vai acontecer numa churrascaria da capital no dia 5 de abril. Trata-se de um protesto de Taques contra a Operação Carne Fraca. No evento, serão servidas apenas carnes produzidas no estado.
 
Na última terça, o governador encontrou-se com Michel Temer para discutir a crise do setor. Ele expôs, inclusive, o trabalho do Instituto Mato-grossense da Carne (Imac) no controle e certificação de produtos. 
 
Taques afirma que existem poucos lugares do mundo em que a carne passa por tamanho acompanhamento. 'Vamos mostrar que a nossa carne não é fraca', diz Kleber Lima, secretário de comunicação do Mato Grosso."
 

Siufi acusa Beto Pereira de ameaça e fala em deixar base. Para tucano, Siufi 'quer aparecer'

  • Victor Chileno/ALMS

    Siufi, Beto Pereira, Márcio Fernandes e Renato Câmara na sessão de hoje

 

Deputados andaram se estranhando hoje, na última sessão da semana da Assembleia. Paulo Siufi (PMDB) disse a Beto Pereira (PSDB) ter sido inormando que ele teria dito nos bastidores "ainda vou pegar esse cara" em relação a ele, e ameaçou deixar a base do governo Azambuja. "Se o senhor entender que eu não devo fazer parte da base aliada, eu saio sem problema", afirmou. Mais tarde, procurado pelo site Midiamax, Beto alegou que a "novela" de Siufi é "para chamar a atenção" porque a CCJ, a qual ele pertence, rejeitou projeto do peemedebista que obrigava todos os municípios do estado a instalar travessias elevadas nas vias municipais. “Ele ficou chateado por conta desse parecer que foi unânime e agora está fazendo toda essa novela”, afirmou. Por fim, Beto amenizou: "Da minha parte não existe nenhum tipo de problema, não quero constranger o deputado. Vamos continuar fazendo um trabalho técnico e legislativo".
 

A resposta de Janot a Gilmar Mendes

  • Fotos Divulgação

    Gilmar falou o que quis e ouviu de Janot o que não deve ter gostado


 

Acostumado a falar o que pensa pelo poder que lhe confere o cargo mais político do Judiciário brasileiro, quase sempre em defesa de determinado grupo político, o ministro do Supremo, Gilmar Mendes, ouviu o que não está acostumado. Após acusar, para a alegria dos poderosos fora da lei, a Procuradoria-Geral da República de se julgar "acima da lei" e "vazar" para a imprensa nomes de políticos investigados na Lava-Jato, Mendes teve uma resposta à altura do procurador-chefe do Ministério Público Federal.
 
Sem citar seu nome, Janot, em discurso na Escola Superior do Ministério Público da União em comemoração aos três anos da Lava Jato, classificou como "mentira que beira a irresponsabilidade" a declaração de Gilmar (feita com base em artigo da ombudsman da ombudsman da Folha, Paula Cesarino Costa), de que a PGR tenha feito “coletiva em off” para repassar nomes da lista da Odebrecht a jornalistas. E mandou um racado mais do que direto ao presidente do TSE: afirmou que essa ideia só pode vir de “mentes ociosas e dadas a devaneios” e ao “servilismo”. 
 
Janot foi além. “Procuramos nos distanciar dos banquetes palacianos. Fugimos dos círculos de comensais que cortejam desavergonhadamente o poder político. E repudiamos a relação promíscua com a imprensa”, declarou. "Ainda assim, meus amigos, em projeção mental, alguns tentam nivelar a todos à sua decrepitude  moral, e para isso  acusam-nos  de condutas que lhes são próprias, socorrendo-se não raras vezes da aparente intangibilidade proporcionada pela posição que ocupam no Estado", acrescentou o procurador.
 
 
"Infelizmente, precisamos reconhecer que sempre houve, na história da humanidade, homens dispostos a sacrificar seus compromissos éticos no altar da vaidade desmedida e da ambição sem freios”, disse Janot. "Esses não hesitam em violar o dever de imparcialidade ou em macular o decoro do cargo  que exercem; na sofreguidão por reconhecimento e afago dos poderosos de plantão, perdem o referencial de decência e de retidão", emendou.
 
Janot destacou a diferença moral entre os integrantes do Ministério Público, para os quais discursava, e quem acusa a PGR de cometer crimes, a exemplo de Gilmar. "Não se impressionem com a importância que parecem transitoriamente ostentar. No fundo, são apenas difamadores e para eles, ouvidos moucos é o que cabe e, no limite, a lei. Não somos um deles, e isso já nos basta.”

Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

DA NOITE
Diversos

Homem morre no hospital depois de acidente entre dois carros em rodovia

Vítima tentou fazer retorno na pista e foi atingido por outro carro na BR-158

 

Pedro Cândido dos Santos, 58 anos, morreu em acidente envolvendo dois carros, na tarde de hoje, na BR-158 em Paranaíba.

De acordo com o boletim de ocorrência, vítima conduzia um Gol sentido Paranaíba a Aparecida do Taboado, quando decidiu retornar e fez o contorno na pista.

Condutor de um Chevrolet Cruze, de 68 anos, que seguia no sentido Aparecida do Taboado a Paranaíba, disse à polícia que vítima cruzou a rodovia repentinamente, ele não teve tempo de parar e houve a batida.

Corpo de Bombeiros foi acionado e encaminhou as vítimas até a Santa Casa de Paranaíba. Pedro não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital.

Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Civil e equipe da perícia foram ao local do acidente, que terá circunstâncias investigadas. Caso foi registrado como morte a esclarecer.  

20h11

Homem que seria 'delator' de criminosos é morto a tiros na fronteira

Homem que seria 'delator' de criminosos é morto a tiros na fronteira

Um homem de 34 anos foi morto com 18 tiros de pistola 9 mm no fim da tarde desta quinta-feira (23) em Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia que faz fronteira com a brasileira Ponta Porã.

O crime aconteceu quando a vítima, Leonardo Dias Cristaldo, chegava em casa, no bairro Santa Teresa, em um carro Volkswagen Gol. Ele foi interceptado por pistoleiros que estavam a bordo de uma moto Honda 300cc, de cor vermelha.

Segundo o site Porã News, Cristaldo seria um colaborador da polícia local, repassando informações sobre o narcotráfico na região. Porém, ele foi descoberto pelos criminosos delatados e a situação teria motivado a execução.

 

A movimentação no local do crime, como de praxe, é grande, com vários curiosos se aproximanda para saber o que aconteceu em cena já se tornou comum na fronteira entre o Brasil e o Paraguai. Equipes da polícia paraguaia foram até o local para encaminhar o corpo até o IML e demais perícias.

 


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

MEGA
Diversos 13h30

Apenas um apostador acerta e leva o prêmio de R$ 5,8 milhões da Mega

Uma aposta do estado de Pernambuco acertou as seis dezenas do concurso 1.914 da Mega-Sena, cujo sorteio foi realizado na noite desta quarta-feira, dia 22 de março, em Teodoro Sampaio, no interior de São Paulo. O ganhador é da cidade de Vitória de Santo Antão e faturou R$ 5.805.678,69.

Veja as dezenas sorteadas: 16 - 29 - 33 - 39 - 42 - 44.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

PONTA PORÃ
Diversos

Para Hélio ‘Indústria sem Fronteiras’ é oportunidade de gerar empregos

A formalização foi o ponto alto do lançamento do Programa ‘Indústria Sem Fronteiras’, que busca atrair empreendimentos e investimentos de todo o Brasil para as cidades fronteiriças

No evento o prefeito debateu a criação de incentivos para industrialização na fronteira

 

"O Programa Indústria sem Fronteiras é uma oportunidade para criar novos negócios e empregos para a nossa gente", avaliou o prefeito de Ponta Porã, Hélio Peluffo, ao participar junto com a Fiems, Governo do Estado e Ministério da Indústria e Comércio do Paraguai da assinatura de um protocolo de intenções para cooperação técnica, tributária, logística e de apoio institucional entre MS e o país vizinho. A formalização foi o ponto alto do lançamento do projeto Indústria Sem Fronteiras, que busca atrair empreendimentos e investimentos de todo o Brasil para as cidades fronteiriças.

"O Paraguai têm despontado como uma porta para grandes oportunidades, com uma série de benefícios fiscais e tributários. Enquanto o Brasil reúne uma gama de 35 impostos, o país vizinho tem apenas um. Precisamos considerar que a produção nacional vem sendo sufocada: ou fechamos as portas ou buscamos novas oportunidades. E a oportunidade mais palpável e viável, hoje, é a instalação no Paraguai, com observância aos critérios do programa Fomentar Fronteiras, do Governo do Estado, e da Lei de Maquila, do governo paraguaio", disse o presidente da Fiems, Sérgio Longen.

O ministro da Indústria e Comércio do Paraguai, Gustavo Leite, reforçou a ideia de que o país vizinho é um ambiente de negócios propício para investimentos, com retorno financeiro garantido. "Temos quatro importantes eixos responsáveis pela alta competitividade do país: energia com bom preço, impostos baixos, regime laboral que permite acordos amigáveis e alto grau de produtividade da mão de obra. O Paraguai quer ser o melhor sócio do Brasil, e acredito que o mês de março de 2017 entrará para os registros históricos como o início da verdadeira integração entre Paraguai e Brasil".

O secretário estadual de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel, ratificou o posicionamento favorável do Governo em relação ao Paraguai. "Demoramos para olhar para o lado oposto. A pior crise que o país já enfrentou nos trouxe onde estamos hoje, discutindo alternativas altamente viáveis para a retomada do crescimento. Vivemos tempos de economia globalizada, em que o crescimento não tem fronteiras, e em que se faz necessário esclarecer que empresas instaladas em municípios fronteiriços trazem benefícios para ambos os países", disse.

Os governadores dos departamentos paraguaios de Amambay, Pedro Gonzáles Ramirez, e de Alto Paraná, Justo Zacarías Irún, aproveitaram a oportunidade para ressaltar que fronteiras devem unir, e não dividir esforços. "O departamento de Alto Paraná já atraiu uma quantidade interessante de empresas brasileiras. Agora, com o projeto da Fiems, a integração das cadeias produtivas fluirá com ainda mais facilidade e nos tornaremos uma força única, para produzir ainda mais e sermos ainda mais competitivos perante o mundo", pontuou Justo Zacarías,

O objetivo do "Indústria Sem Fronteiras" é fornecer informações ao empresário sobre as vantagens competitivas de implantar um empreendimento na região de fronteira, por meio dos mecanismos do Programa Fomentar Fronteiras, criado por meio do Decreto nº 14.090/2014, e da chamada Lei de Maquila, que preveem a isenção de impostos, além de apresentar a infraestrutura desses municípios fronteiriços, como a logística de transportes, custo da energia e água, mão de obra e, ainda, locais adequados para instalação do empreendimento. "É importante deixar claro que nosso objetivo é usar as ferramentas de integração do Fomentar Fronteiras com a Lei de Maquila e a ação dos prefeitos fará a diferença", disse o presidente.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

DA TARDE
Diversos

MP determina inspeção da carne em supermercados

Vigilância Sanitária fará coleta de amostras de carnes e laticínios em mais de 70 estabelecimentos comerciais. Produtos passarão por rigorosas análises

Promotor de Justiça Etéocles Brito Júnior pede inspeção de carnes e laticínios em Dourados (Hédio Fazan)

O Ministério Público Estadual determinou uma inspeção geral em todos os estabelecimentos comerciais de Dourados. A operação será realizada pela Vigilância Sanitária em mais de 70 pontos de vendas, como grandes redes de supermercado, hipermercado e mercados. O objetivo é recolher amostras de produto de origem animal oriundos de empresas que estão sendo investigadas pela Polícia Federal.

De acordo com o promotor de Justiça da Defesa do Consumidor, Etéocles Brito Júnior, com a repercussão das investigações policiais em âmbito nacional, surgiu a necessidade de comprovar a qualidade da carne na cidade de Dourados. Além disso a promotoria tem diversos termos de ajustamento de condutas (TACs) com mercados de Dourados que deveriam se adequar à legislação tanto em relação à carne quanto aos laticínios. O MPE, inclusive, pediu a interdição de um hipermercado de Dourados. O processo tramita no judiciário.

Segundo o promotor, em caso de reicidência, alguns estabelecimentos poderão ser multados, interditados e seus responsáveis penalizados de dois a cinco anos de reclusão.

A Vigilância Sanitária de Dourados diz que são poucas as apreensões que faz em relação à carne em Dourados. De acordo com o coordenador. Vili Schulz, a maioria das irregularidades que encontra é a falta de registro de inspeção. "Não há nenhum motivo para pânico em Dourados porque fazemos um trabalho preventivo em todos os estabelecimentos durante o ano todo. Vamos fazer a fiscalização, mais para assegurar a qualidade da carne de Dourados", disse, observando que recolherá amostras e elas serão encaminhadas para laboratórios.

Capital
A Superintendência Federal de Agricultura de Mato Grosso do Sul encaminhou nota à imprensa informando que atendendo a determinação do Departamento de Produtos de Origem Animal do Ministério da Agricultura, Pecuária e abastecimento, fará uma operação especial no mercado varejista da Capital com o objetivo de coletar amostras de produtos de origem animal, oriundos dos 19 estabelecimentos frigoríficos sob investigação da Polícia Federal.

Os produtos coletados são: linguiça, salsicha, presunto, apresuntado, mortadela, hambúrguer, bacon, carne congelada de frango e peru com ou sem osso, frango inteiro congelado, queijo, mussarela e mel. Esses produtos passarão por rigorosas análises fisio-químicas e microbiológicas. A operação atende a uma decisão judicial proferida no Paraná. "A SFA/MS reforça que até o momento não há nenhum estabelecimento frigorífico do estado sob investigação", destaca.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

HOJE ASSEMBLEIA NO SINTED
Diversos

A imagem pode conter: 1 pessoa, texto

A PRESIDENTE DO SINTED, PROFESSORA OLGA, NÃO FICOU SATISFEITA COM ESTE REAJUSTE E EM ASSEMBLEIA DA CATEGORIA FICOU DECIDIDO QUE FICARÃO EM ALERTA, MARTCANDO UMA UMPORTANTE REUNIÃO NO SINDICATO NA PROXIMA QUINTA FEIRA., ONDE NÃO DESCARTA UMA GREVE GERAL

A imagem pode conter: 1 pessoa, área interna

VEREADOR E PROFESSOR ISMAÉL, JUSTIFICOU SEU VOTO, DIZENDO QUE CONCORDOU COM O REAJUSTE DE 5,02 PARA QUE OS FUNCIONARIOS  RECEBECEM NA LINEAR ESTE AUMENTO RETROATIVO AO MES DE JANEIRO EM DIANTE.ISMAÉL ESPERA QUE O PREFEITO DR. BANDEIRA TENHA SENSIBILIDADE E CHEGUE EM BREVE NO REAJUSTE SOLICITADO E JUSTO A CLASSE DOS PROFESSORES.DIMINUINDO SECRETARIAS, TIRANDO EXTRAS, DIMINUINDO FUNCIONARIOS E RETIRANDO GRATIFICAÇÕES PARA ALGUNS DE 100 POR CENTO, SOBRARÁ DINHEIRO NÃO SÓ PARA A EDUCAÇÃO COMO OUTRAS REPARTIÇÕES.

Diversos

Zeca do PT entrega equipamentos para aldeias de Sidrolândia, Dois Irmãos do Buritis e Miranda

Ao todo 55 aldeias, retomadas ou acampamentos já foram beneficiados com o programa. Nesta etapa foram contempladas as aldeias Buriti, Água Azul, Recanto, Oliveira, Barreirinho, Nova Buriti, Olho D'agua, na cidade de Dois Irmãos do Buriti, as aldeias Córrego do Meio, Lagoinha, 10 De Maio, Terere, Nova Terere na cidade de Sidrolândia e as aldeias Boa Esperança, Passarinho. Moreira, Babaçu, Morrinho, Lagoinha, Cachoeirinha, Lalima e Mãe Terra em Miranda.

Com os recursos foram comprados e já estão sendo distribuídos equipamentos como micro-tratores, grades aradoras, carretas agrícolas, roçadeiras manuais e hidráulicas, engenhos de cana, patrulhas mecanizadas, além de insumos como sementes de maxixe, abóbora, quiabo, melância, cenoura, abóbora moranga e calcário para que cada comunidade possa ter sua produção própria. Os investimentos estão sendo distribuídos pela Funai.

Zeca lembrou as falas das lideranças indígenas, que afirmaram que não querem receber cestas básicas dos governos para sempre.

“Os companheiros indígenas comentaram que não querem produzir alimentos apenas para subsistência, eles querem que a comida produzida dentro da aldeia esteja também nas mesas de todas as famílias brasileiras, nas cestas básicas, que hoje o governo doa, na merenda escolar, e aumentar sua própria renda”, lembrou o deputado Zeca.

O deputado lembrou que junto com Vander já garantiram mais R$ 1 milhão para continuidade do programa de apoio a agricultura familiar indígenas em 2018.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

FIQUE SABENDO
Diversos

Saiba o que muda com a nova lei da terceirização irrestrita do trabalho

Aprovação da lei que libera a terceirização aconteceu na noite desta quarta-feira, na Câmara dos Deputados

© Rafael Neddermeyer / Fotos Públicas
A aprovação da lei que libera o trabalho terceirizado em todas as atividades das empresas e em em outros setores trabalhistas do Estado, ocorrida na noite desta quarta-feira (22) pela Câmara dos Deputados, foi muito criticada pelas centrais sindicais e por deputados da oposição. Parte dos trabalhadores brasileiros talvez não saiba o que significa a nova medida, mas o fato de este grupo ser o mais impactado pelo projeto, tomar conhecimento da mudança é muito importante.

Como é atualmente

Como hoje não existe uma lei específica para a terceirização, o Tribunal Superior do Trabalho regula o assunto. A regra atual diz que a terceirização só é permitida para atividades-meio, quando não se trata do objetivo principal da empresa. Nesse quesito se enquadram serviços como limpeza, manutenção e vigilância. A terceirização não é possível quando se trata de uma atividade-fim, ou seja, aquela que tem função direto no produto final da empresa. Um exemplo destacado é o de uma escola, que vende ensino. Desta maneira, uma instituição do segmento não pode terceirizar um professor.

Mudanças com a nova lei

Com a proposta aprovada pela Câmara, as empresas agora poderão terceirizar quaisquer atividades, conforme destacou o jornal El País Brasil. Como no exemplo da escola, professores agora poderão ser terceirizados. Antes, uma instituição de ensino só poderia terceirizar serviços como limpeza, alimentação, contabilidade e segurança, atividades que não são ligadas ao seu objetivo, que é a educação.

Empregos com tempo determinado

Outro ponto que o novo projeto regulamenta é o trabalho temporário, Antes, a duração máxima de um emprego com tempo determinado era de três meses com mais 90 dias, o que dava um limite de seis meses. Agora, o trabalho temporário será de seis meses com mais 90 dias, podendo estabelecer um vínculo de até nove meses.

Os apoiadores

Quem é favorável ao projeto diz que a mudança é importante porque vai garantir segurança jurídica dos trabalhadores e empregadores, além de aumentar a produtividade e criará novas vagas de emprego. O ministro da fazenda do governo Temer, Henrique Meirelles, defende da seguinte maneira: “Ajuda muito porque facilita a contratação de mão de obra temporária, facilita a expansão do emprego. Empresas resistem à possibilidade de aumentar o emprego devido a alguns aspectos de rigidez das leis trabalhistas”.

Os críticos

A maior parte das críticas vêm dos sindicatos e movimentos sociais. O argumento que este grupo toma como base é que a nova lei vai precarizar a relação trabalhista e incentivar a demissão de trabalhadores que estão sob regime de CLT (carteira assinada) a fim de contratarem terceirizados com salários inferiores. Em 2015, a Central Única dos Trabalhadores (CUT) fez um levantamento em parceria com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) apontando que terceirizados ganhavam em média 30% menos do que contratados diretos. Além disso, os críticos acreditam que a nova regra pode reduzir os confrontos judiciais entre empresas e trabalhadores.

O texto da lei que libera o trabalho terceirizado, proposto há 19 anos pelo então presidente FHC e ressuscitado agora pela base aliada de Michel Temer, foi aprovado por 231 votos a favor, contra 188 contra e oito abstenções. O presidente da República deve sancionar a lei em breve.



Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

POLICIA
16h22

Homem é executado a tiros de fuzil na fronteira; segunda execução nesta quarta

Pedro morreu na tarde de hoje dentro do carro - Foto: Reprodução

Pedro Alcides Ortiz, de 37 anos, foi executado na tarde de hoje, em Ponta Porã, a tiros de fuzil. Crime aconteceu por volta das 15h30min. A vítima morreu dentro do carro que conduzia.

De acordo com o apurado pela imprensa local, Pedro seria irmão de policial. Crime aconteceu na frente de casa de câmbio.

Na madrugada de hoje, Américo Ramirez Chavez, de 37 anos, foi assassinado no Bairro da Granja, próximo a pista do Aeroporto Internacional de Ponta Porã. Após morta, a vítima foi esquartejada e partes do corpo foram colocadas em vários sacos de lixo.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)


Página selecionada de 1651 páginas.
Fotos

Nova pagina 2


Notícias

Quinta, março 23
· DA HORA
·
· AMAMBAI
· EX PRESIDIARIO
· MS NA PEC
· PLANTÃO
Quarta, março 22
· COMBATE AO TRAFICO
· FIQUE SABENDO
· SEM MAQUIAGEM
· DA TARDE
· RECEITA
· COLIRIO
· MS E PARAGUAY
· POLICIAL
· MEIO AMBIENTE
· EXPOAGRO
· EXCLUSÃO
· PLANTÃO
Terça, março 21
·
·
·
· INDIGENAS
· LAGUNA
· DA TARDE
· REAJUSTE
· NOMEADOS
· PLANTÃO 2
· REAJUSTE
· PNEU
· PLABTÃO

 Calendario de Eventos
Março 2017
  1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31  

Eventos

 Hora Certa

 Amigos do Site!

Image and video hosting by TinyPic




RondPoint Web Services Web site powered by MEGAWEB