Audiência vai debater “descaso” da Energisa dia 28 em Amambai

0

prestação dos serviços e no atendimento ao consumidor por parte da Energisa, a concessionária que monopoliza o fornecimento de energia elétrica para Amambai e a maior parte dos municípios de Mato Grosso do Sul, foi um dos assuntos mais debatidos na sessão ordinária da Câmara Municipal dessa segunda-feira, 6 de novembro, em Amambai.

De acordo com os vereadores, além da oscilação e principalmente a falta de energia na zona rural, onde propriedades chegam a ficar uma semana sem luz, fator que gera prejuízos com perda de alimentos, vacinas e até mesmo deixando famílias inteira sem água, já que em muitas propriedades rurais a fonte de água para consumo e confecção de alimentos vem de poços artesianos ou semi artesianos, tocados por bombas elétricas, os moradores da cidade também vem sofrendo com frequentes quedas e oscilação de energia.

Os parlamentares também ressaltaram a falta no atendimento ao consumidor por parte da concessionária, que é feito somente de forma automatizada e não informa a pessoa lesada, bem como as autoridades, sobre a origem do problema e qual solução está sendo tomada para resolver, por exemplo.             

O cidadão fica sem resposta e a mercê de uma máquina. Precisamos de um atendimento físico, uma pessoa que dê uma resposta à altura que as pessoas mereçam ouvir como consumidoras”, disse o vereador Dilmar Bervian autor do requerimento que pediu a realização da audiência pública para debater a questão.

De acordo com Dilmar, a audiência, inicialmente prevista para acontecer a partir das 19h do dia 28 de novembro, uma terça-feira, na Câmara Municipal de Amambai, deverá contar com a presença de representantes da Energisa e de vários seguimentos da sociedade do município, entre eles os poderes Executivo e Legislativo, a Defensoria Pública, entidades de classe como a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), o Sindicato Rural de Amambai (SRA) e a ACIA (Associação Comercial e Empresarial de Amambai) entre outras.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA