Volta da Coordenadoria Regional da Funai é debatida no legislativo

19

Amambai (MS) – Requerimento apresentado pelo vereador de Amambai, Humberto Hasegawa (PSC), solicitando a reinstalação da Coordenadoria Regional da Funai no município, foi defendido pela maioria dos membros da Casa de Leis.

Através do requerimento número 037/2018, o parlamentar reivindica junto ao Coordenador Regional da Funai/MS, Paulo Rios, o retorno da regional para Amambai.

No documento, Humberto ressalta que na região de Amambai existem cerca de 23.000 indígenas que necessitam dos serviços prestados pelo órgão e que o deslocamento para a cidade de Ponta Porã, onde está instalada a Coordenadoria Regional, tem trazido transtornos para as comunidades indígenas das aldeias localizadas nos municípios de Amambai, Coronel Sapucaia, Paranhos, Tacuru e Sete Quedas.

O vereador afirma que a transferência da Coordenadoria para a cidade de Ponta Porã, ocorrida no ano de 2010, demonstra o descaso da Funai na prestação de serviços junto as comunidades indígenas. “É uma falta de respeito com esta população. Transferir o órgão de uma região onde a concentração populacional beira a casa de 23.000 indivíduos para um município que tem apenas 600 pessoas que usam os serviços oferecidos pela Funai é no mínimo um descaso. É preciso que a reinstalação desta coordenadoria seja feita o mais rápido possível”, cobra o vereador.

Vereadores afirmam que a mudança para a cidade de Ponta Porã foi para que o órgão ficasse distante das comunidades e, assim, evitando a realização dos atendimentos que são prestados junto as comunidades. Na época, a justificativa apresentada pela direção da Funai era de que havia a necessidade do órgão ficar mais perto da Justiça Federal.

O requerimento, de autoria do vereador Humberto e subscrito pelos demais vereadores, foi apresentado e aprovado na sessão ordinária do poder legislativo, ocorrida na noite desta segunda-feira (07).